X-Men: Apocalipse | Crítica

Numa das inúmeras entrevistas de pré-estreia de X-Men: Apocalipse, o diretor Bryan Singer diz que este é o filme mais “épico” e com maior ação da franquia, pois afinal agora tem tecnologia para os efeitos (e um bom orçamento, é claro). O problema é esta necessidade de ser “épico” que todo filme de super- herói tem hoje em dia, devido ao volume crescente de filmes do gênero nos cinemas todos os anos. Só neste ano, foi um filme por mês desde fevereiro.

Quando Singer alavancou o gênero no ano 2000, manteve-se fiel ao cânone dos quadrinhos e sempre contou com um roteiro consistente para focar as tramas dos X-Men no seu tema principal, o preconceito e a discriminação, pois essa é a chave do sucesso dos mutantes, que dialoga com quase todo mundo.

xmen 4

Mas agora, 16 anos depois e um universo Marvel e um universo DC em formação, os filmes têm que ser cada vez maiores, cada vez mais “épicos”, o que disfarça um roteiro raso e sistemático (caso da MCU), mas que são garantia de sucesso. Já a DC está em busca de seu próprio estilo que os afaste de seus concorrentes, mas ainda não acertou completamente o tom.

Daí que os X-Men encontravam um meio-termo (pois não são dos estúdios Marvel) e entregavam roteiros com a dose certa de humor e profundidade dramática. Apesar disso, seus filmes nunca faturaram tão alto nas bilheterias, e talvez por isso temos neste novo longa temos uma trama que parece ousada, mas na verdade só tenta emular os filmes de super-heróis padrão de seus irmão de editora.

Mas o filme nem por isso é ruim, há nele ainda os anti-heróis em eterna crise e a dificuldade de aceitação perante os humanos cada vez mais desumanos. Os novos/velhos heróis em versões jovens foram todas escolhas acertadas de elenco (principalmente a Jean Grey de Sophie Turner) e suas introduções à história foram feitas de forma coesa. Mas o vilão…este deixou muito a desejar, havia um grande potencial ali em referência à religião e fascismo, mas tudo ficou superficial na caracterização caricata do Apocalipse (Oscar Isaac).

Dez anos se passaram desde os eventos de Dias de Um Futuro Esquecido e 20 desde Primeira Classe, mas os personagens não envelheceram nada, mesmo os não-mutantes, como a agente da CIA Moira McTargget (Rose Byrne). Ainda bem que o elenco é bom e segura a onda. o professor Xavier de James McAvoy alternando sequências dramáticas com comédia perfeitamente, o Magneto de Michael Fassbender entregando uma atuação acima da média de seu perturbado Erik (difícil não sentir empatia) e Jennifer Lawrence, a super estrela, agora mal aparece caracterizada de Mística e é quase uma Katniss. Já a Psylocke de Olivia Munn só apareceu mesmo na campanha de marketing, porque está linda, mas sua personagem não serve pra muita coisa.

xmen 2

Muito se discute da falta de coerência na cronologia dos seis filmes (além dos dois solos do Wolverine), e ela continua aqui, mais uma vez, na necessidade de criar suspense no filme anterior e de ter um fan-service neste filme, a continuidade vai para o espaço. Mesmo assim, é inegável que Singer sabe filmar muito bem, ele só deveria continuar focado na história e deixar a “epicidade” pra lá, afinal, quem precisa de destruição em massa quando se tem um filme de heróis nos anos 1980, com ombreiras, permanentes e trilha sonora com Eurythmics?

Cotação-3-5

X-Men: Apocalipse (X-Men: Apocalypse)

Direção: Bryan Singer

cartaz_xmenapocalipseRoteiro: Simon Kinberg, Bryan Singer, Michael Dougherty, Dan Harris

Duração: 144 minutos

Gênero: Aventura, Drama, Ação

Elenco: James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Oscar Isaac, Rose Byrne, Evan Peters, Josh Helman, Sophie Turner, Tye Sheridan, Lucas Till, Kodi Smit-McPhee, Ben Hardy, Alexandra Shipp, Lana Condor, Olivia Munn, Stan Lee, Joanie Lee, Zeljko Ivanek, Hugh Jackman

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s