Voando Alto | Crítica

voando_altoA história que inspirou Voando Alto é esquisita e simples na mesma medida. Um jovem britânico praticante de esportes decidiu, na década de 80, tentar uma vaga na modalidade de salto de esqui nas Olimpíadas de Inverno do Canadá.

Contra si, tinha o fato de ser um iniciante no esporte, já que os grandes atletas geralmente começam a treinar aos seis anos de idade. A favor, a representatividade nula que o Reino Unido tinha na categoria, sendo que o último competidor britânico na modalidade havia participado das Olimpíadas na década de 20. O que, por sorte, tornava especialmente fácil o caminho para qualquer um que tivesse intenções de entrar na equipe.

E é isso. Praticamente terminam por aí as semelhanças entre a história real de Eddie “The Eagle” Edwards e Voando Alto, uma versão ficcionalizada dos eventos que levaram o atleta amador (vivido por Taron Egerton, de Kingsman – Serviço Secreto) a se tornar, ao lado dos jamaicanos do bobsled, uma das grandes sensações das Olimpíadas de Inverno de 1988.

Aqui o jovem ainda ganha a companhia de um Hugh Jackman turrão como seu treinador Bronson Peary, personagem criado especialmente para o longa.

É bom sempre relativizar aqueles créditos informando que o que você está vendo é uma história real, porque a dita realidade obviamente precisa ser adaptada para caber em um formato palatável para o público. E é raro que essa adaptação fique tão evidente quanto em Voando Alto.

Um feel-good movie de corpo e alma, o longa parece uma sátira de si mesmo, de tão pesado que pega no tom humorístico, em momentos beirando as raias do pastelão. As atuações de Egerton e Jackman, por exemplo, são quase cartunescas em sua simplicidade.

É bem verdade que filmes esportivos de superação tendem a ser alguns dos mais sentimentais e manipuladores. A construção de uma persona frágil, porém determinada, que supera todos os obstáculos para se tornar vitoriosa (embora Eddie “The Eagle” não seja exatamente um campeão convencional) pode criar verdadeiras armadilhas para pegar o espectador. Eu, por exemplo, caí em cada uma delas.

No final das contas, o filme demonstra ter uma grande semelhança com seu protagonista ao não almejar ser o melhor. Ele só quer estar ali e provar a que veio.

voando_alto3E isso é suficiente? Bom, depende sempre da ocasião, da disposição e do ponto de vista do público. Olhando para o contexto geral, no entanto, o filme pode sim ter vindo em um bom momento (supondo que quem assista vá levar alguma lição para a vida, o que em si já é uma suposição bastante fora da realidade).

Ninguém liga muito para perdedores. Raramente gastamos algum tempo pensando no esforço de um atleta para chegar em décimo lugar numa Olimpíada (ele é o décimo melhor do mundo em algo, pare ao menos um instante para pensar nisso). Até mesmo nossa vida profissional é hoje, como nunca antes, uma batalha eterna para vencer, superar e ganhar – no caso, mais e mais dinheiro e status.

Em um mundo prestes a eleger Donald Trump presidente, e que acredita na divisão cega que o megaempresário faz da sociedade entre ganhadores e perdedores, Eddie “The Eagle” Edwards, um cara que só quer uma chance de “estar lá”, pode ser exatamente o herói de que precisamos. Mesmo que ele, no fim das contas, não seja lá muito real.

Cotação-3-5Voando Alto - poster nacionalVoando Alto (Eddie The Eagle)

Direção: Dexter Fletcher

Roteiro: Sean Macaulay e Simon Kelton, baseado em história de Simon Kelton

Elenco: Taron Egerton, Hugh Jackman, Christopher Walken, Jim Broadbent, Tim McInnerny, Edvin Endre, Marc Benjamin, Iris Berben, Rune Temte, Carlton Bunce, Joachim Raaf, Sean Jackson, Daniel Ings, Matt Rippy, Graham Fletcher-Cook, Mads Sjøgård Pettersen, Mark Benton, Keith Allen, Jo Hartley, Dickon Tolson.

Gênero: Comédia/Drama

Duração: 106 minutos

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s