Estreias da Semana – 17 de dezembro

Veja as principais estreias da semana nos cinemas brasileiros:

 

Star Wars: O Despertar da Força (Star Wars: The Force Awakens)

Star Wars: O Despertar da Força - poster nacional

Direção: J.J. Abrams

Roteiro: Lawrence Kasdan, J.J. Abrams e Michael Arndt, baseado nos personagens criados por George Lucas

Elenco: Daisy Ridley, Carrie Fisher, Mark Hamill, Adam Driver, Harrison Ford, Domhnall Gleeson, Gwendoline Christie, Billie Lourd, Peter Mayhew, Oscar Isaac, John Boyega, Simon Pegg, Andy Serkis, Kenny Baker, Lupita Nyong’o, Warwick Davis, Anthony Daniels, Max von Sydow, Maisie Richardson-Sellers, Greg Grunberg, Tim Rose, Iko Uwais, Ken Leung, Christina Chong, Jessica Henwick, Mark Stanley, Yayan Ruhian, Kiran Shah, Pip Andersen, Miltos Yerolemou.

Gênero: Ação/Aventura/Ficção

Duração: 135 minutos

Sinopse: Trinta anos após destruição da Segunda Estrela da Morte e do Imperador Palpatine, o terrível Império Galáctico não existe mais, porém, a galáxia está em guerra novamente entre a opressora Primeira Ordem e a Resistência. Quando uma arma devastadora pode garantir o controle da Primeira Ordem, Finn (John Boyega), Rey (Daisy Ridley) e Poe Dameron (Oscar Isaac) devem se unir a Leia (Carrie Fisher), Han Solo (Harrison Ford) e Chewbacca (Peter Mayhew) para colocar fim à nova ameaça.

Notas: Disponível em 2D e também em 3D e IMAX em cinemas selecionados.

Orçamento estimado e estipulado em aproximadamente US$ 200 milhões.

Quinto longa de J.J. Abrams na direção. Os anteriores são Missão: Impossível 3 (2006), Star Trek (2009), Super 8 (2011) e Além da Escuridão – Star Trek (2013).

Sétimo longa da franquia Star Wars. Star Wars: O Despertar da Força é precedido por Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma (1999), Star Wars: Episódio II – Ataque dos Clones (2002), Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith (2005), Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança (1977), Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca (1980), Star Wars: Episódio VI – O Retorno de Jedi (1983).

 

Labirinto de Mentiras (Im Labyrinth des Schweigens)

Labirinto de Mentiras - poster nacional

Direção: Giulio Ricciarelli

Roteiro: Elisabeth Bartel, Giulio Ricciarelli e Amelie Syberberg, baseado em história de Elisabeth Bartel

Elenco: Alexander Fehling, André Szymanski, Friederike Becht, Gert Voss, Hansi Jochmann, Hartmut Volle, Johann von Bülow, Johannes Krisch, Lukas Miko, Mathis Reinhardt, Robert Hunger-Bühler, Tim Williams, Werner Wölbern, Timo Dierkes, Michael Schernthaner, Susanne Schäfer, Robert Mika, Elinor Eidt, Stefan Wilkening, Lisa Martinek.

Gênero: Drama

Duração: 124 minutos

Sinopse: Em 1958, um jovem procurador alemão chamado Johann Radmann (Alexander Fehling) investiga casos relacionados aos crimes nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Só que ele não estava preparado para o quee: fatos capazes de incriminar altos funcionários do governo, além de milhares de outras pessoas. Mesmo sofrendo grande pressão para abandonar a investigação, ele está determinado a revelar todas as atrocidades cometidas por seus compatriotas.

Notas: Vencedor do prêmio de melhor filme da audiência no Athens International Film Festival 2015.

Longa de estreia do ator italiano Giulio Ricciarelli  na direção.

 

Garota Sombria Caminha Pela Noite (A Girl Walks Home Alone at Night)

Garota Sombria Caminha Pela Noite - poster nacional

Direção: Ana Lily Amirpour

Roteiro: Ana Lily Amirpour

Elenco: Ana Lily Amirpour, Arash Marandi, Dominic Rains, Marshall Manesh, Milad Eghbali, Mozhan Marnò, Pej Vahdat, Ray Haratian, Reza Sixo Safai, Rome Shadanloo, Sheila Vand, Masuka The Cat.

Gênero: Romance/Suspense/Terror

Duração: 101 minutos

Sinopse: Na cidade fantasma iraniana chamada Bad City, um romance entre duas almas infelizes é desencadeado. Porém, Bad City é uma lugar feio, que tem cheiro de morte e de solidão. Os moradores deste lugar nem imaginam que um vampiro os segue e tem planos para eles.

Notas: Baseado no curta homônimo, lançado em 2011.

Longa de estreia de Ana Lily Amirpour na direção.

 

Mia Madre (Mia Madre)

Mia Madre - poster nacional

Direção: Nanni Moretti

Roteiro: Nanni Moretti, Francesco Piccolo e Valia Santella, baseado em história de Nanni Moretti, Valia Santella, Gaia Manzini e Chiara Valerio

Elenco: Margherita Buy, John Turturro, Giulia Lazzarini, Nanni Moretti, Anna Bellato, Beatrice Mancini, Davide Iacopini, Enrico Ianniello, Lorenzo Gioielli, Monica Samassa, Pietro Ragusa, Stefano Abbati, Tatiana Lepore, Toni Laudadio, Vanessa Scalera, Rossana Mortara, Antonio Zavatteri, Camilla Semino Favro, Renato Scarpa, Domenico Diele.

Gênero: Comédia/Drama

Duração: 106 minutos

Sinopse: Margherita (Margherita Buy) é uma diretora de cinema que está prestes a iniciar as filmagens de seu novo longa-metragem, que será protagonizado pelo galanteador astro internacional Barry Hughins (John Turturro). Paralelamente, ela precisa lidar com vários problemas em sua vida pessoal, como o fim de um relacionamento e a doença da mãe (Giulia Lazzarini), que está internada no hospital.

Notas: Orçamento estimado em € 7 milhões.

Vencedor do prêmio do júri ecumênico e indicado a Palma de Ouro no Festival de Cannes 2015.

Décimo quarto longa do cultuado e veterano diretor italiano Nanni Moretti. Os anteriores são Come Parli, Frate? (1974), Io Sono Un Autarchico (1976), Ecce Bombo (1978), Sogni d’Oro (1981), Bianca (1984), A Missa Acabou (1985), Palombella Rossa (1989), La Cosa (1990), Caro Diário (1993), Aprile (1998), O Quarto do Filho (2001), O Crocodilo (2006) e Habemus Papam (2011).

 

Norte, o Fim da História (Norte, Hangganan ng Kasaysayan)

Direção: Lav Diaz

Roteiro: Rody Vera e Lav Diaz, baseado em história de Rody Vera, Michiko Yamamoto e Raymond Lee

Elenco: Angeli Bayani, Archie Alemania, Dea Formacil, Hazel Orencio, Ian Lomongo, Kristian Chua, Kristine Kintana, Mae Paner, Miles Canapi, Noel Sto. Domingo, Perry Dizon, Raymond Lee, Sheen Gener, Sid Lucero, Soliman Cruz.

Gênero: Drama

Duração: 250 minutos

Sinopse: Após ser preso injustamente por assassinato, enquanto o verdadeiro autor do crime segue livre, um homem vive dias de tensão na cadeia. O assassino real é um intelectual frustrado com o ciclo interminável de traições e apatia que se instalou por seu país. O prisioneiro é um homem simples que começa a achar a vida na prisão mais suportável quando algo de estranho e misterioso lhe acontece.

Notas: Décimo quarto longa do filipino Lav Diaz na direção. Os anteriores são Serafin Geronimo: Ang Kriminal ng Baryo Concepcion (1998), Burger Boys (1999), Nua Sob a Lua (1999), Batang West Side (2001), Hesus, Revolucionário (2002), Ebolusyon ng Isang Pamilyang Pilipino (2004), Heremias: Unang Aklat – Ang Alamat ng Prinsesang Bayawak (2006), Kagadanan sa Banwaan Ning Mga Engkanto (2007), Melancholia (2008), Elehiya sa Dumalaw Mula sa Himagsikan (2011), Siglo ng Pagluluwal (2011), Florentina Hubaldo, CTE (2012) e Pagsisiyasat sa Gabing Ayaw Lumimot (2012).

Apresentação oficial das Filipinas para a categoria de melhor filme estrangeiro do Oscar 2015.

Indicado ao Un Certain Regard no Festival de Cannes 2013.

Vencedor dos prêmios de melhor filme, melhor atriz (Angeli Bayani), melhor roteiro e melhor fotografia no Gawad Urian Awards 2014.

Vencedor do prêmio da audiência de melhor filme no IBAFF International Film Festival 2014.

 

Para o Outro Lado (Kishibe no Tabi)

Para o Outro Lado - poster nacional

Direção: Kiyoshi Kurosawa

Roteiro: Kiyoshi Kurosawa e Takashi Ujita, baseado em livro de Kazumi Yumoto

Elenco: Akira Emoto, Daiki Fujino, Eri Fukatsu, Hideyuki Okamoto, Kana Matsumoto, Kaoru Okunuki, Masao Komatsu, Miho Fukaya, Mika Muraoka, Sola Ishii, Tadanobu Asano, Yû Aoi, Yumiko Ise, Seiru, Yasuyuki Shuto.

Gênero: Drama/Romance

Duração: 127 minutos

Sinopse: Depois de três anos separados, Yusuke (Tadanobu Asano) volta, de repente, para a sua esposa Mizuki (Eri Fukatsu) e a convida para conhecer as pessoas com quem ele conviveu durante estes anos. Ao mesmo tempo em que Mizuki interage com os novos amigos, ela questiona a visão que tem do marido e a mudança que sofreu enquanto ele estava ausente.

Notas: Baseado no livro homônimo de Kazumi Yumoto.

O veterano diretor japonês Kiyoshi Kurosawa tem em sua carreira longas como Sûîto Homu (1989), Cure (1997), Karisuma (1999), Kairo (2001), Rofuto (2005), Crimes Obscuros (2006), Sonata de Tóquio (2008) e Real (2013), entre outros. Apesar do sobrenome famoso, ele não tem relação alguma com o cultuado Akira Kurosawa (Ran, Rashomom, Os Sete Samurais).

Vencedor do prêmio Un Certain Regard – melhor diretor no Festival de Cannes 2015.

 

A Terra e a Sombra (La Tierra y La Sombra)

A Terra e a Sombra - poster nacional

Direção: César Augusto Acevedo

Roteiro: César Augusto Acevedo

Elenco: José Felipe Cárdenas, Haimer Leal, Edison Raigosa, Hilda Ruiz, Marleyda Soto.

Gênero: Drama

Duração: 97 minutos

Sinopse: Alfonso (Haimer Leal) volta para casa após 17 anos de ausência, devido à doença que seu filho sofre. A situação tem mobilizado toda a família, com a esposa dele e sua mãe trabalhando na plantação de cana de açúcar para conseguir o sustento financeiro necessário. Mesmo com Gerardo (Edison Raigosa) praticamente trancafiado em casa, já que todas as janelas permanecem sempre fechadas para que não entre poeira, ainda assim ele não apresenta melhora no estado de saúde. Diante da situação, a família busca algum meio de interná-lo.

Notas: Longa de estreia de César Augusto Acevedo na direção.

Vencedor dos prêmios France 4 Visionary Award, Golden Camera, Grand Golden Rail e SACD Award no Festival de Cannes 2015.

 

Hysteria (Hysteria)

Hysteria - poster

Direção: Evaldo Mocarzel e Ava Rocha

Roteiro: Evaldo Mocarzel

Elenco: Janaína Leite, Mara Helleno.

Gênero: Documentário

Duração: 71 minutos

Sinopse: Os cineastas Evaldo Mocarzel e Ava Rocha acompanharam a companhia teatral Grupo XIS durante uma série de apresentações da peça Hysteria em Santa Catarina para realizar este documentário. O espetáculo busca abordar as diversas expressões da mulher brasileira e a feminilidade como um todo.

Notas: Longa de estreia de Ava Rocha na direção.

Décimo primeiro longa de Evaldo Mocarzel na direção. Os anteriores são À Margem da Imagem (2003), Mensageiras da Luz – Parteiras da Amazônia (2004), Do Luto à Luta (2005), À Margem do Concreto (2005), O Cinema dos Meus Olhos (2007), À Margem do Lixo (2008), Quebradeiras (2009), Retrato Brasileiro Com Fátima Toledo (2011), Teatro Sem Fronteiras: Kastelo (2011) e Dizer e Não Pedir Segredo (2013).

Selecionado para a mostra Novos Rumos do Festival do Rio 2012.

 

AVISO: A data de estreia dos filmes é de inteira responsabilidade de suas distribuidoras, sendo sempre possível uma mudança de datas de última hora.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s