Jessica Jones S01E12 – AKA Take a Bloody Number | Review

kilgrave-jessicaaka

No penúltimo episódio da primeira temporada, Jessica Jones resolveu voltar as atenções para o vilão após a tentativa de assassinato de Luke Cage no episódio anterior. Novamente a série começa o episódio meio lento e deixa toda a ação pro final, felizmente essa ação compensa e gera a melhor cena de luta da série, um prêmio não muito difícil de ganhar.

Não sei porque a série se obriga a dar atenção a personagens desnecessários e negligencia o tempo à trama principal. Primeiro foi o plot do divórcio de Jeri, agora temos Robyn senda ainda uma vizinha amarga que sofre pelo irmão. Aliás, desde a morte dele, a personagem foi inútil em toda a série, não havendo uma razão que justificasse sua presença na série.

Trish por outro lado continua sendo uma personagem indispensável, e confesso que por vezes me importo mais com ela do que com Jessica. O lado inconsequente da heroína me irrita, parece que ela não aprende com tudo que tá passando, continua agindo no impulso, sem ver a “big picture”. Já Trish em poucas horas conseguiu fazer uma ligação entre o acidente de Jess e o incidente com Simpson. Aliás, Tirando Trish, coadjuvante não é o forte da série, basta vermos: Robyn, Malclom, Jeri, Amanda.

Ao que parece, essa primeira temporada vai ser mesmo somente o embate Jess vs Kilgrave, e não um desenvolvimento da heroína Jessica, que deve ficar pra depois. Assim, não acho que vão explorar mais os poderes de Jess, embora Kilgrave esteja buscando ficar mais e mais poderoso. Teria sido bom ver Jess se auto-descobrindo, e treinando novas habilidades, ao invés de vê-la somente quebrando portas, vidros e dando saltos.

E foi basicamente isso que vimos na luta final com Luke Cage, foi bem dirigida e bem coreografada, principalmente pelo elemento surpresa para a personagem (e para nós espectadores). Kilgrave não precisa de muito para estar a um passo a frente de Jessica, e a série deixa isso bem claro. O cliffhanger do episódio, além de repetido, é bem previsível: Luke Cage já ganhou uma série própria e estará em Os Defensores, também na Netflix.

  • Será que esse IGH tem alguma ligação com os Inumanos? É bem provável que informações incluídas nessa reta final só sejam tratadas em temporadas futuras. Nas HQs da Marvel existe uma droga chamada MGH (Mutant Growth Hormone) que confere poderes “mutantes” pras pessoas comuns por um período de tempo, conhecido como Banshee em Earth-1610. Como os mutantes não existem no MCU (ainda) IGH poderia se referir aos Inumans, como Inhumans Growth Hormone.
  • Tudo leva a crer que Kilgrave está caminhando para o seu túmulo, uma pena, pois como comentei antes, seria bom vê-lo interagindo com outros heróis, principalmente alguém que o desafiasse intelectualmente.
  • Por que a Jess insiste em trancar um porta quebrada?

Confira mais reviews de Mavel’s Jessica Jones

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s