Aliança do Crime | Crítica

alianca_do_crime2

Johnny Depp, que um dia foi o astro mais requisitado de Hollywood e mais admirado por uma legião de jovens fãs, andou passando por tempos difíceis. Não apenas o ator interpretou uma porção de papéis um tanto ridículos em filmes de qualidade duvidosa nesta última década como até mesmo sua capacidade de atrair multidões para o cinema começou a falhar, considerando que produções como Mortdecai – A Arte da Trapaça e Transcendence – A Revolução, que tinham Depp como protagonista, fracassaram de maneira espetacular na bilheteria.

Mais do que isso, até mesmo seu charme esquisito, conquistado a duras penas ao longo de uma carreira no início dominada por ótimas e ecléticas escolhas de papéis, começou a se perder.

Portanto, já passava da hora de o eterno colaborador de Tim Burton, o ator de muitas faces, se reinventar novamente. E é mais ou menos o que ele faz ao encarnar o gângster James “Whitey” Bulger, uma figura tão carismática quanto perversa e truculenta.

BLACK MASS

Bulger que, aliás, também não é estranho às telonas. Jack Nicholson viveu uma versão derivada dele em Os Infiltrados, o violento gângster irlandês Frank Costello. Depp, no entanto, debaixo de tanta maquiagem que está praticamente irreconhecível, interpreta uma face possivelmente ainda mais repulsiva do personagem.

Os ralos cabelos oleosos penteados para trás, os dentes podres e olhos azuis e frios como o gelo são recriados por uma maquiagem que infelizmente parece falsa e artificial do início ao fim. O ator por debaixo dela, porém, sabe o que está fazendo e ao assumir sua atitude mais calmamente ameaçadora tem seus melhores momentos, em especial durante uma cena particularmente tensa em um jantar “de negócios”.

Como um todo, o elenco de Aliança do Crime é o maior trunfo do filme, com Benedict Cumberbatch, Dakota Johnson e Jesse Plemons entregando excelentes atuações e Joel Edgerton um nível acima como um agente do FBI ambicioso que mantém sempre um (ou até dois) pé dentro do crime. É tanto talento em cena que o filme em si não consegue acompanhar.

Um roteiro bastante convencional dirigido de forma genérica por Scott Cooper (de Coração Louco e Tudo Por Justiça) desperdiça esse elenco e uma história excepcional, traduzindo tudo isso em um filme correto, porém apagado e esquecível. O ponto mais interessante da narrativa, a ascensão do criminoso no submundo de Boston através da ajuda relutante do próprio FBI, é contada displicentemente, de maneira confusa.

Como veículo para Depp, o filme ainda funciona, apesar da maquiagem que faz de tudo para engessá-lo e do próprio ator, que tem dado declarações avessas a prêmios. Desde que ele volte a se esforçar e a entregar performances interessantes, de fato, indicações e Oscars são o de menos.

Cotação-3-5

Aliança do Crime - poster nacionalAliança do Crime (Black Mass)

Direção: Scott Cooper

Roteiro: Mark Mallouk e Jez Butterworth, baseado no livro de Dick Lehr e Gerard O’Neill

Elenco: Johnny Depp, Joel Edgerton, Benedict Cumberbatch, Dakota Johnson, Kevin Bacon, Peter Sarsgaard, Jesse Plemons, Rory Cochrane, David Harbour, Adam Scott, Anthony Molinari, Bill Camp, Brad Carter, Corey Stoll, Erica McDermott, James Russo, Jamie Donnelly, Jeremy Strong, Julianne Nicholson, Juno Temple, Scott Anderson, W. Earl Brown, Mark Mahoney, Lonnie Farmer.

Gênero: Drama/Policial/Suspense

Duração: 122 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

One comment

  1. Não acho tão genérico, Léo, os planos claustrofóbicos e próximos dos personagens sugerindo seu enclausuramento são geniais. Mas concordo muito com a superficialidade da máscara de maquiagem de Deep, em nenhum instante pareceu uma pessoa real.

    Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s