Evereste | Crítica

everest2

O que leva alguém a arriscar a vida por uma aventura? Ainda que Evereste, a epopeia de sobrevivência de um grupo de escaladores amadores no topo do monte mais alto do mundo, não se encarregue de responder a essa pergunta, o filme sugere que, ao menos para os excêntricos que se dispõem a pagar dezenas de milhares de dólares todos os anos por uma expedição à montanha, é mais por uma questão de orgulho e ostentação do que propriamente por um senso de descoberta da natureza.

Ao menos foi a conclusão à qual chegou posteriormente o jornalista e escritor Jon Krakauer (vivido no filme por um barbudo Michael Kelly), sobrevivente da expedição que transformou a terrível experiência em um livro best-seller. Em 1996, em um dos anos em que a subida ao Evereste esteve mais lotada, um grupo de escaladores enfrentou as dificuldades da natureza em um ambiente tempestuoso, congelante e sem oxigênio.

Como filme, Evereste é o mais genérico e previsível possível. O líder da expedição, Rob Hall (Jason Clarke), por exemplo, deixou a exposa (Keira Knightley) em casa com um filho a caminho. Já Beck Weathers (Josh Brolin), um dos expedicionários, está com as relações estremecidas com a mulher (Robin Wright, desperdiçada em um papel periférico, assim como Jake Gyllenhaal).

Outro dos aventureiros, Doug Hansen (John Hawkes), é pobre e viajou com a ajuda de crianças, com o objetivo de inspirá-las a dar sempre o máximo de si mesmas. Tudo orquestrado, é claro, para tirar a maior carga dramática possível da situação.

Talvez um dos maiores méritos do longa seja apontar para o quanto o trabalho dos alpinistas é formado por burocracia e preparações exaustivas, enquanto o ato da escalada em si é fugaz e, aparentemente, bastante insatisfatório. Como um sorridente Hall explica em sua primeira reunião com o grupo, em sua maior parte o trabalho é feito de muita dor e cansaço.

Em muitos dos sentidos, Evereste é um filme “redondo”, que emociona e impacta enquanto está sendo exibido e logo que termina é rapidamente esquecido. Visualmente, no entanto, é bem feito e orquestrado, com um raríssimo bom uso do 3D em cenas de ação.

everest3

Essa eficiência se explica em parte pelo fato de não ser a primeira saga de sobrevivência no gelo contada pelo cineasta Baltasar Kormákur na tela grande. Em 2012, dirigiu Sobrevivente, a impressionante história de um homem que sobreviveu seis horas nas águas congelantes da Islândia após seu navio naufragar.

Como naquele filme, em Evereste o que salta aos olhos é a insignificância dos caprichos do homem em relação à força da natureza. Enquanto todos os preparativos e precauções dão uma falsa sensação de segurança aos expedicionários, basta um pequeno atraso ou uma repentina mudança de atmosfera para que os alpinistas se vejam em situações desesperadoras.

O mais intrigante, no entanto, foi ter descoberto que as duas empresas que realizavam expedições na época funcionam a todo vapor até hoje. Adventure Consultants e Mountain Madness ainda recebem centenas de milhares de dólares todos os anos para levar alguns malucos até o ponto mais alto do mundo.

everest

Em 2014, porém, não houve expedição devido à morte de 16 trabalhadores das altitudes em uma avalanche.  Em 2015, um terremoto matou seis outros alpinistas locais. Mas não espere que esses acidentes tenham grande impacto no futuro. Afinal, estas pessoas certamente não desistem por qualquer coisinha.

Cotação-3-5

Evereste - poster nacionalEvereste (Everest)

Direção: Baltasar Kormákur

Roteiro: William Nicholson e Simon Beaufoy

Elenco: Jake Gyllenhaal, Jason Clarke, Josh Brolin, Keira Knightley, Sam Worthington, Robin Wright, Martin Henderson, Emily Watson, Clive Standen, Elizabeth Debicki, John Hawkes, Mia Goth, Michael Kelly, Tom Goodman-Hill, Vanessa Kirby, Paul Blackwell.

Gênero: Aventura/Drama

Duração: 121 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s