O Pequeno Príncipe | Crítica

pequeno principe 4

Muita gente acha que o livro O Pequeno Príncipe é apenas uma fábula infantil, por isso ficou famosa a “piada” com a suposta candidata a Miss Universo que disse ser este seu livro preferido, reforçando o preconceito de que mulheres bonitas não são inteligentes. Mas tudo isso sim não passa de fábula, das mais misóginas. Porque O Pequeno Príncipe é, na verdade, um belo livro e Filosofia, que se popularizou e virou um clássico por tratar de temas tão humanos com belas metáforas.

Um homem perdido no deserto, após lembrar do momento de sua infância que começou a desenhar e teve sua primeira percepção de que o mundo adulto é estranho pois não há espaço para a imaginação, de repente vê um menino pedindo-lhe para desenhar um carneiro, que ele levará a seu planeta, na verdade um pequenino asteróide, o B-612, para que ele possa comer as mudas de baobás. O menino então narra sua vida em seu planetinha, sua complexa relação de amor com sua rosa, e sua viagem até a Terra, em que encontra no caminho adultos cheios de si, que sentem ter algum poder, mas são apenas solitários cada qual em seu mundo particular.

pequeno principe 2

Nesta nova versão para o cinema, de produção francesa, terra natal do autor, Antoine de Saint-Exupéry, a história do pequeno príncipe é contada a uma menina por um velho aviador (dublado por Marcos Caruso), o mesmo homem que encontrou o principezinho no deserto. A menina (sem nome, dublada no Brasil muito bem por Larissa Manoela) tem pouco ou quase nenhum espaço em sua vida para ser criança, ela é apenas treinada para tornar-se uma adulta de sucesso, seu objetivo é entrar no rígido colégio Werth, onde crianças são tratadas como adultos em formação. Mas então ela se muda para a casa ao lado do aviador, e eles tornam-se amigos.

Essa modernização da história funciona para explicar às crianças (e até muitos adultos) o que está por trás de todas as metáforas do livro de Saint-Exupéry, pois muitos de seus personagens, o rei, o vaidoso, o empresário, ganham vida na história, não apenas do pequeno príncipe, mas da menina. Nem todas as narrativas do livro estão lá, deixando apenas o que é essencial.

pequeno principe 1

“O essencial é invisível aos olhos”, esta citação famosa do livro é que guia toda a narrativa, o que era essencial para a menina, e é considerado essencial para muitos pais de crianças hoje em dia, será que é realmente tão importante? Existem muitas crianças como a menina hoje em dia, que, além da escola, tem cursos de idiomas, balé, judô, natação, reforço escolar, etc. Mal têm tempo de serem crianças, além de serem tratadas como pequenos reis muitas vezes, ganhando prêmios por conquistas.

Mas o essencial é ser criança, só na infância tem-se a capacidade de imaginar além das leis da física e fazer amigos únicos, crescer não é ruim, mas a infância nunca deve ser esquecida, só assim daremos importância ao que realmente importa, o amor, o despreendimento dos bens materiais, a amizade…A amizade é o ponto principal da história, a menina e o aviador criam um laço que emociona qualquer espectador.

Já quando o longa parte para a história do pequeno príncipe em si, a beleza plástica é embasbacante. A animação foi feita à mão, com papel, o que reforça a mensagem de olhar para a beleza da simplicidade. O filme, apesar de ter uma reviravolta, é também cheia de silêncios e sem pressa de desenvolver sequências, talvez por isso não agrade tanto à geração Minions, acostumada a ação e piadas a cada minuto. Não, este filme é para refletir.

pequeno príncipe 3

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”. Talvez não exatamene responsável, mas tudo se torna especial quando cativamos e somos cativados, por mais ordinárias que sejam nossas vidas. Basta olhar mais para a vida com o coração.

 

Cotação-5-5

O Pequeno Príncipe (Le Petit Prince)

O Pequeno Príncipe - poster nacionalDireção: Mark Osborne

Roteiro: Irena Brignull e Bob Persichetti, baseado no livro de Antoine de Saint-Exupéry

Elenco: Albert Brooks, Benicio Del Toro, Bud Cort, Jacquie Barnbrook, James Franco, Jeff Bridges, Jeffy Branion, Mackenzie Foy, Marcel Bridges, Marion Cotillard, Paul Giamatti, Paul Rudd, Rachel McAdams, Ricky Gervais, Riley Osborne.

Gênero: Animação

Duração: 108 minutos

 

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s