Clássicos | Cidadão Kane

cidadao_kane2Rosebud. A última palavra dita pelo multimilionário americano Charles Foster Kane (Orson Welles) serve como pretexto para uma investigação minuciosa sobre a vida e o passado de uma das figuras mais emblemáticas dos EUA que, se nunca existiu realmente, ao menos foi baseada em alguém de carne e osso. Essa semelhança, aliás, não passou despercebida a William Randolph Hearst, o principal modelo para a criação de Kane e também maior responsável pelo fracasso do filme nas bilheterias da época.

Cidadão Kane, porém, é muito mais do que a exploração da vida de um grande magnata da comunicação. É um marco para o cinema sob o ponto de vista estilístico (uma das técnicas mais famosas utilizadas no filme é o constante uso do foco profundo, que deixa todos os elementos da tela em foco) e narrativo, algo que levou algum tempo para ser percebido.

Uma das características mais notáveis logo de início é que Orson Welles encontrou uma maneira bastante inteligente de representar o público dentro da própria história. Sim, falo de Jerry Thompson (William Alland), o jornalista que aparece sempre de costas ou escondido pelas sombras e que faz tão bem o papel de espectador, assistindo como nós ao desenrolar da complexa história das relações do magnata Charles Foster Kane.

cidadao_kane3Embora não seja exatamente uma novidade hoje em dia, a estrutura da narrativa calcada em depoimentos de pessoas que conheceram o protagonista é ainda uma das mais bem construídas da história do cinema. Mostrados fora de ordem cronológica, os acontecimentos ajudam a montar o imenso quebra-cabeça da vida de Kane de forma que suas ações vão gradativamente criando uma escala da complexidade de sua personalidade através de pontos de vista conflitantes.

O sentimento de Kane pela segunda esposa Susan (Dorothy Comingore), por exemplo, é contraditório e ao mesmo tempo extremamente compreensível para a figura que vemos em tela. De início, há a necessidade de dizer ao mundo que ele estava certo, que sua mulher era uma maravilha da natureza. Porém, mostrada como o exato oposto do talento nato (sendo incapaz de cantar bem até mesmo com muito preparo e aulas constantes, algo de que Kane, curiosamente, demonstra ter consciência), ela acaba forçando-o a desistir de seu desígnio inicial.

Seu plano então passa a ser escondê-la do mundo e mantê-la para si no verdadeiro mausoléu que constrói na forma de Xanadu. Como muitas das outras pessoas que passaram por sua vida, ele deseja que ela o ame e admire, enquanto a presenteia com joias, roupas caras e tudo o que imagina que ela quer. O mais estranho é que Kane parece ter consciência, até um certo nível, da sabotagem que faz em todas as suas relações pessoais, embora ainda assim demonstre ser incapaz de evitá-la.

cidadao_kane4Não é difícil contestar o posto de destaque conquistado por Cidadão Kane no panteão construído pelos críticos de cinema ao longo das décadas, até porque a definição de um “melhor filme de todos os tempos” é algo extremamente subjetivo, embora não deixe de ser um exercício divertido. De fato, Cidadão Kane é um filme que costuma ser muito mais admirado do que amado, repetindo a sina de seu protagonista. Mas isso também pode ser um pouco injusto.

Rosebud de início parece uma pequena bobagem, mas a revelação final é na verdade um ponto-chave para entender Kane. Não, o objeto não chega a explicar toda a vida do magnata, e nem poderia, como Thompson inteligentemente observa em sua última fala. A lembrança de uma brincadeira de criança provavelmente não ficaria bem nas páginas dos tabloides sensacionalistas, mas é poderosa ao representar o melancólico final de um dos homens mais ricos do mundo. Afinal, ela representa algo que ele teve apenas por um momento fugaz, talvez o único intocado pelo dinheiro: uma infância simples e feliz.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s