Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza | Crítica

dragon_ball

Não é segredo para ninguém que Freeza (Ryûsei Nakao) foi um dos vilões mais impiedosos e também mais adorados pelos fãs da saga de Dragon Ball. O imperador alienígena apareceu dentro dos muitos eventos do mangá e anime Dragon Ball Z e foi responsável por uma das batalhas mais memoráveis contra Son Goku (Masako Nozawa), terminando por incentivá-lo sem querer a se  transformar pela primeira vez em um Super Saiyajin.

A decisão de trazê-lo de volta para um filme da saga faz ainda mais sentido quando levamos em conta que serão lançados já em julho os novos episódios da série, produzidos 18 anos depois do último episódio da história a alcançar as telinhas. Mais do que isso, desta vez (diferentemente do criticado Dragon Ball GT) Akira Toriyama, o autor original de Dragon Ball, volta a assumir integralmente o roteiro da produção. Aliás, foi ele também o responsável por escrever este Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza.

dragon_ball2

Na história, que se passa após a famosa saga de Majin Boo, o vilão Freeza é finalmente libertado de seus sofrimentos no inferno terrestre, onde precisou lidar com um exército de fadas e bichinhos de pelúcia fofinhos e sorridentes (argh!). Assumindo novamente o controle de seu exército, ao lado do general Sorbet (Shiro Saito), ele passa a treinar suas habilidades pela primeira vez na vida, com o intuito de voltar à Terra e buscar vingança contra Goku, responsável pela sua primeira derrota.

A isso, se segue exatamente o que já é esperado por aqueles acostumados com a dinâmica da série. Uma batalha com muitos socos e chutes, poderes e transformações incríveis e reviravoltas surpreendentes. Tudo temperado com um humor característico que muitas vezes toma caminhos bastante estranhos.

dragon_ball3

O único problema de um filme de Dragon Ball é justamente o meio em que ele está inserido. Com o tempo reduzido em relação ao formato serial, no qual batalhas podiam durar até mesmo semanas, aqui tudo precisa ser resolvido da maneira mais rápida possível. Portanto, mesmo que Freeza tenha retornado com habilidades fantásticas, ultrapassando até as dos Deuses Super Saiyajins Goku e Vegeta (Ryo Horikawa), ele demonstra ter pontos fracos óbvios que levam a um final muito acelerado para quem esperava o costumeiro lenga-lenga das lutas da série.

Isso não quer dizer que não é bom ver todos esses personagens juntos novamente. E mesmo que tudo passe um pouco rápido demais, o objetivo do longa é claramente abrir caminho para a nova série que está para chegar. Se procurasse ser um pouco mais filme e um pouco menos introdução, o resultado poderia agradar mais. Entretanto, os fãs que cresceram assistindo às aventuras de Goku, Bulma (Hiromi Tsuru), Gohan (Masako Nozawa), Vegeta, Piccolo (Toshio Furukawa), Kuririn (Mayumi Tanaka), etc., certamente não têm motivos para reclamar. Em breve poderão adentrar esse mundo e lá ficar por mais tempo do que imaginavam.

Cotação-3-5

Dragonball Z: O Renascimento de Freeza - poster nacionalDragon Ball Z: O Renascimento de Freeza (Doragon Bôru Z: Fukkatsu no ‘F)

Direção: Tadayoshi Yamamuro

Roteiro: Akira Toriyama, baseado em seu próprio mangá

Elenco: Todd Haberkorn, Sean Schemmel, Christopher Sabat, Monica Rial, Colleen Clinkenbeard, Jason Douglas, Chuck Huber, Masako Nozawa, Kyle Hebert, Eric Vale, Mayumi Tanaka, Ian Sinclair, Sonny Strait, Kazuya Nakai, Mike McFarland, Kôichi Yamadera, John Burgemeier, Natsuki Hanae, Ryô Horikawa, Chris Ayres, Jeremy Schwartz, Meredith McCoy, Mario Castañeda Partido, Ryûsei Nakao, Masakazu Morita, Hikaru Midorikawa, Kara Edwards, Jôji Yanami, Shigeru Chiba, Chris Cason, Shôko Nakagawa, Toshio Furukawa, Miki Itô, Hiromi Tsuru, Tesshô Genda, Takeshi Kusao, Tetsu Inada, René García, Eiko Yamada, Ryûzaburô Ôtomo, Yûko Minaguchi, Masaharu Satô, Shiro Saito.

Gênero: Ação/Animação/Aventura

Duração: 93 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s