Sense8 S01E12 – I Can’t Leave Her | Review

Com esses 12 episódios Sense8 mostrou ser uma boa série de ficção científica, souber apresentar uma ideia inovadora, explorá-la a fundo de maneira diversificada ao mesmo tempo que desenvolvia personagens complexos e cativantes. É claro que aqui e ali a série teve uns deslizes, e talvez se a temporada fosse composta por 10 episódios – como era o plano original – ela tivesse sido mais enxuta e sem a necessidade de cenas que não possuem serventia alguma pra narrativa.

sense8-season-1-episode12Eu achei que terminaríamos o episódio com menos respostas do que as que nos foram dadas. E ainda que haja muitas perguntas a serem trabalhadas, o desfecho dado pela série até “I Can’t Leave Her” foi satisfatório. Pra quem não sabe, a Netflix ainda não garantiu uma segunda temporada, e as críticas mistas não estão pesando a favor, porém os irmãos Andy e Lana Wachowski juntamente com J. Michael Straczynski já declararam publicamente que o plano pra série é um arco de cinco temporadas.

Concluindo as histórias paralelas, tivemos Wolfgang em mais uma cena de ação memorável. O tiroteio na mansão, acrescido ao flashback de quando era garoto, fez com que o personagem, juntamente com a Sun e a Riley na reta final, fossem os melhores explorados. Não que os demais não tenham sido desenvolvidos, mas houve um cuidado especial com esses em não errar a mão a ponto de ficar piegas. Kala, por outro lado, parece ter esquecido que se encontra noiva de alguém que não ama, mesmo quando todas as oportunidades apontam para sua libertação.

Como imaginava, o episódio final foi reservado para que os oito sensate pudesse trabalhar em equipe e usar suas habilidades específicas para tomarem conta um dos outros. Porém, caso haja uma segunda temporada, é preciso tomar cuidado para que os personagens não sejam reduzidos a meras ações (Lito quando alguém precisar mentir, Sun quando alguém precisar lutar, Wolfgang quando alguém precisar ser destemido, etc). A cena final de todos no barco me fez perceber do quanto curti conhecer e acompanhar cada um deles.

sense8-season-1-episode12-capaDe uma só vez, Sense8 soube trabalhar questões como identidade, solidão, religião, gênero e aceitação. Não é pouco pra uma série de 12 episódios com 8 protagonistas. Porém, teria sido ainda melhor se tivessem reservado um tempo para nos mostrar quem são os Whispers, e em quê consistem suas habilidades, ou mesmo um pouco mais sobre a Angela, que deu uma rápida aparecida na finale, mas que após a cena inicial do piloto teve pouca participação.

  • “Do I know you?”
    “We had sex”
  • Não imagino que plano os sensate tem pro futuro, mas não dá pra ficar dopando o Will pra sempre, né?
  • Destaque para a trilha de Tom Tykwer e Johnny Klimek, que fizeram também a belíssima trilha de Cloud Atlas.
  • Talvez se o plot principal não tivesse demorado tanto pra aparecer a série teria sido mais enxuta. Ela começa meio morna, enrola um pouco lá no meio, mas depois da metade ela segue fazendo o que se propôs a fazer.

Veja outras reviews da série Sense8

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s