Entre Abelhas | Crítica

entre_abelhasA premissa de Entre Abelhas é quase tão estranha quanto instigante. Após se divorciar da esposa Regina (Giovanna Lancellotti), Bruno (Fábio Porchat) começa a deixar de ver as pessoas que o cercam. Com a ajuda da mãe (Irene Ravache) e de seu psiquiatra (Marcelo Valle), ele procura entender o que está acontecendo e, se possível, reverter o processo.

Baseado em uma ideia original do próprio Porchat, desenvolvida com a ajuda de Ian SBF (também do Porta dos Fundos), que dirige, o longa não é a tradicional comédia da Globo Filmes que o público pode estar esperando. De fato, apesar de alguns momentos hilários, o filme é muito mais um drama de reflexão existencial.

Afinal, que diferença as pessoas fazem para nós no mundo? Será que enxergamos realmente aqueles por quem passamos todos os dias? Por vezes, não excluímos pessoas de nossas vidas sem nem pensar duas vezes ou simplesmente perdemos contato sem gastar sequer alguns segundos refletindo sobre o assunto?

entre_abelhas4Bruno claramente passa por uma depressão que, embora ele mesmo não saiba, parece vir de bem antes do rompimento com Regina. Ele, aliás, se sente confortável em despejar sobre a jovem toda a culpa pelo fim do relacionamento. É até um pouco estranho ver Porchat, geralmente tão cheio de graça, carregando uma expressão tão deprimida por tanto tempo, como se a vida fosse um peso que o personagem leva com um esforço desgastante. A produção ainda tem o cuidado de colocá-lo vestindo apenas roupas cinzentas e apagadas.

Membros do elenco do Porta dos Fundos ajudam a descontrair uma trama que vai se mostrando gradualmente mais e mais sombria. Felizmente, a premissa não é de uma nota só, e quando as consequências da “doença” de Bruno começam a parecer repetitivas, há uma evolução no desenvolvimento do personagem. Faz diferença o fato de que o filme sabe muito bem aonde quer chegar e não demonstra pressa alguma para ir até lá.

Em tempos de medonhas comédias nacionais, Entre Abelhas é uma original lufada de ar puro que equilibra bem humor e drama. O final aberto a interpretações é um indício de que os responsáveis pelo longa não duvidam da capacidade do espectador e podem (na verdade, devem) tirá-lo por vezes de sua zona de conforto.

entre_abelhas3É bom ver uma grande distribuidora apostando no filme, apesar do tema mais desafiador. Com ou sem retorno do público (que, em geral, parecia estar gostando bastante durante a sessão), é preciso incentivar mais ideias originais como esta para que nosso cinema comercial recupere um pouco da qualidade perdida nos últimos anos.

Cotação-4-5Entre Abelhas - posterEntre Abelhas

Direção: Ian SBF

Roteiro: Fábio Porchat e Ian SBF

Elenco: Fábio Porchat, Irene Ravache, Marcos Veras, Luis Lobianco, Giovanna Lancelotti, Marcelo Valle, Sílvio Mattos, Letícia Lima, Camillo Borges, Kim Archetti, Simone Mazzer, Micheli Machado, Flávia Reis.

Gênero: Comédia/Drama

Duração: 99 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s