F.R.I.E.N.D.S e a igualdade de gêneros

Por Amanda Scofano

F.R.I.E.N.D.S. está completando 20 anos da estreia e resolvemos homenagear a série e usá-la para mais um texto do especial de feminismo. Ser feminista não era o objetivo da sitcom, mas podemos retirar vários bons exemplos da ideologia feminista.

Friends não é igualitária apenas por ser composta de três homens e três mulheres. Vai muito além disso, como nós vamos te mostrar. O fato de ser escrita por um homem (David Crane) e uma mulher (Martha Kauffman) foi crucial para termos uma série equilibrada na abordagem de diversos aspectos.

IMG_20140922_180823

No episódio “Aquele em que Joey sai do apartamento” (2ª temporada), onde Rachel e Phoebe decidem fazer tatuagens e Rachel incialmente fica com medo da reação de Ross, que dizia que não gostava de tatuagens. Nesse momento Phoebe começa um discurso completamente feminista sobre o medo de Rachel.

friends1

Não podemos nos esquecer também de Carol, a ex-mulher de Ross que assume que é lésbica dando ao Ross seu primeiro divórcio da série. Em plenos anos 1990, abordar um tema desses poderia ter sido desastroso em relação ao público mais conservador. Porém, a série foi tão bem escrita que o triângulo Ross + Carol + Susan conseguiu tirar boas risadas do público e mostrar que não havia nada de bizarro num casal lésbico e que apesar do ciúme entre Ross e Susan, todos poderiam criar perfeitamente o Ben juntos.

friends2

Interessante falarmos também do espaço que a maternidade ocupou na série. E ao contrário do que muita gente pensa, o feminismo também acha o máximo ser mãe. O que sempre se lutou foi para que as mulheres não tivessem que ser mães e donas de casa se não quisessem.

Phoebe, Rachel e Monica tornaram-se mães cada uma de uma forma diferente. Phoebe serviu de barriga de aluguel para o filho do irmão, que logo descobrimos serem trigêmeos. Rachel morreu de medo assim que descobriu que estava grávida e foi insegura durante a gravidez e depois do nascimento de Emma. É muito bacana abordar isso dessa maneira, pois ao contrário do que muita gente acha, mães também têm medo de não dar conta, ficam mal humoradas e o parto nem sempre é algo bonito e floreado como se vê por ai. Rachel mostrou isso tudo pra nós. E Monica, que sempre quis ser mãe, foi a que teve maior dificuldade em engravidar e acabou adotando os gêmeos de Anna Faris (divertidíssima como sempre).

friends3 friends4 friends5

Já o episódio “Aquele com o Túnel Metafórico” da 3ª temporada, trata de Ben quando ainda é pequeno e gosta mais de brincar com uma Barbie do que com um soldado ou super-herói e Ross fica desesperado, enquanto Carol, Susan e Rachel nem ligam pra isso. Obviamente, porque criança quer brincar e deve ter o direito de brincar do que quiser, independentemente do que nossa sociedade considera gênero feminino ou masculino.

friends6Em “Aquele com a Babá Homem”, da 9ª temporada, Freddie Prinze Jr. faz uma aparição como o babá de Emma. Isso deixa Ross nervoso e é interessante comprovarmos que machismo não é só a estereotipar as mulheres, mas os homens também. Ross fica nervoso dessa forma porque acha que um homem não pode cuidar tão bem de uma criança como uma mulher, além de se incomodar com a sensibilidade excessiva do babá.

IMG_20140922_182139Não podemos esquecer da cena icônica de Monica ensinando as sete zonas erógenas da mulher, quando Chandler achava que só existiam 3.

friends7

Pra finalizarmos, uma homenagem especial à Rachel, pois ela teve diversas atitudes corajosas ao longo das 10 temporadas. Não se casou com alguém que não amava só por conveniência, conseguiu achar uma paixão profissional e não deixou Ross diminuir a importância disso, mostrou que assumiria a Emma mesmo sozinha, não hesitou em aceitar um emprego em Paris e por fim, também não hesitou em desistir do emprego pelo amor ao Ross. Porque ser feminista é isso. Não quer dizer colocar a carreira na frente da família, não quer dizer ser fria, não quer dizer odiar os homens e nem o amor. Sem feminista é simplesmente ser livre pra fazer suas próprias escolhas.

Anúncios

Um comentário

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s