Livrai-nos do Mal | Crítica

Eric Bana;Edgar RamirezO terror tem tudo a ver com religião. A manifestação de poderes satânicos, vindos de um universo sombrio e completamente desconhecido para nós, sempre encontrou seu principal adversário na Igreja e em seus representantes. Ou pelo menos é isso que ficou gravado em nossa cultura, já que a Igreja como instituição deu inúmeras mostras ao longo de sua história de também ser capaz de causar muito mal por si mesma. De qualquer forma, toda essa história antiga encontrou muito respaldo no cinema de horror, um gênero que é quase tão velho quanto o próprio cinema.

Esta semana, uma nova história sobre exorcismo chegou à telona no Brasil. Livrai-nos do Mal é o novo filme do diretor Scott Derrickson, responsável por pelo menos outros dois terrores genuinamente assustadores: O Exorcismo de Emily Rose e A Entidade. O que torna tudo ainda mais decepcionante.

Livrai-nos do Mal conta a história de Ralph Sarchie (Eric Bana), um policial da cidade de Nova York que tem visto assombrações demais para seu próprio bem. Com um sexto sentido que o leva sempre a escolher casos complicados e violentos, ele começa a ser atormentado por uma gangue de três veteranos da Guerra do Iraque possuídos por uma entidade maligna.

livrai_nos_do_mal2Junto com o parceiro Butler (Joel McHale), ele entra em uma espiral de ambientes e acontecimentos fantasmagóricos que, aos poucos, começam a afetar não apenas sua sanidade, mas também o bem-estar de sua família. Até que finalmente Sarchie aceita a ajuda do padre Mendoza (Édgar Ramírez) para conduzir um exorcismo e conter o mal que tem assolado sua vida.

Livrai-nos do Mal é um filme com uma atmosfera sombria, gravado quase inteiramente em cenários noturnos, com uma fotografia sombria, cores escuras, personagens sombrios e diálogos sombrios. Se o filme fosse em 3D, você provavelmente estaria olhando para uma tela preta por quase duas horas.

Não que toda essa escuridão seja ruim. Ao menos alguém estava tentando dar uma identidade ao filme, mesmo que meio óbvia, o que é mais do que se pode dizer de 90% dos longas de terror que chegam aos cinemas. O problema é que Livrai-nos do Mal deixa muito pouco para a imaginação e aquilo que apresenta fisicamente na tela, com algumas exceções, é pouco mais aterrorizante que um episódio da série Supernatural.

livrai_nos_do_mal3Estruturalmente, este é também um filme muito confuso, que acaba apresentando tantas passagens desconectadas entre si que o espectador enfrenta alguma dificuldade para compreender o andamento da história. Muitas coisas acontecem em curtos espaços de tempo e, apesar de chocantes, parecem não ter nenhuma consequência real. Além disso, personagens são abandonados sem cerimônia no meio da narrativa e certos eventos permanecem inexplicados ou simplesmente não fazem sentido algum.

Porém, o que há de fundamentalmente errado com Livrai-nos do Mal é que ele tenta ser um filme de terror com uma moral. E uma moral extremamente besta e mal desenvolvida. Talvez por ter sido “baseado em uma história verdadeira”, o roteiro tenha sofrido algumas limitações, responsáveis por uma conclusão incrivelmente anticlimática. Subitamente, toda a complexidade vai abaixo, deixando no lugar apenas uma confusão que nem diverte nem assusta, um dos maiores pecados possíveis para qualquer filme de terror que se preze.

Cotação-2-5Livrai-nos do Mal - poster nacionalLivrai-nos do Mal (Deliver Us From Evil)

Direção: Scott Derrickson

Roteiro: Scott Derrickson e Paul Harris Boardman, baseado no livro de Ralph Sarchie e Lisa Collier Cool

Elenco: Eric Bana, Édgar Ramírez, Olivia Munn, Chris Coy, Dorian Missick, Sean Harris, Joel McHale, Mike Houston, Lulu Wilson, Olivia Horton, Scott Johnsen, Daniel Sauli, Antoinette LaVecchia, Aidan Gemme, Jenna Gavigan, Skylar Toddings, Sebastian La Cause, Steve Hamm, Sean Nelson, Mari-Ange Ramirez, Ben Horner, Tijuana Ricks, John Cariani, Robert Keiley, Blair Sams, Mark David Watson, Ben Livingston, Kevin Nagle, Oliver Wadsworth, Lolita Foster, Carmen Ortiz-Girdauskas, Victor Pagan, Carol Stanzione, Adam Kobylarz, Lauro Chartrand, John Auer, Joseph Basile, Sean Bennett, Lyndsey Bloise, José Báez, Ivan Carona, John Cenatiempo, Raiden Integra, Joseph Anthony Jerez, Umar Khan, Amra Mallassi, Charles Andrew Mummert, Valentina Rendón.

Gênero: Suspense/Terror

Duração: 118 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

Anúncios

Um comentário

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s