Amantes Eternos | Crítica

1-8Nas ladeiras escuras de Tangie, uma figura alta, extremamente pálida e loira, parece flutuar entre os labirintos de ruas da cidade. Segue sem olhar para desconhecidos, que a abordam lhe oferecendo algo que “ela necessita”. Mas não é deles que  precisa no momento e sim de uma figura tão pálida e solitária quanto. Somente ele possui a forma de suprir sua ânsia de agora. À sua espera, se encontra o seu mentor, Marlowe (John Hurt), o subjugado dramaturgo que aqui é o verdadeiro autor de Hamlet e é venerado pela mulher como o mais sábio de todos. Este lhe fornece aquilo de melhor e puro que se pode encontrar por ai: O negativo.

Eve (Eva, vivida magnificamente por Tilda Swinton) é o nome da vampira criada por Jim Jarmusch na sua obra mais recente, “Amantes Eternos”. Não por acaso, ela é casada com Adam (Adão, um Tom Hiddleston nada Loki, mas tão incrível quanto), um ser tão lânguido e apático como as outras figuras vampirescas. Mora em Detroit e faz música somente para si, apesar de ter dado de presente a Schubert o seu Adagio. Os dois simbolizam o oposto e a complementação de uma relação. O doce e o amargo.

Only-Lovers-Left-Alive-3No momento, Adam se encontra em uma séria crise depressiva causada pela sua aversão ao modo de vida dos “zombies” (nós, meros mortais), levando-o a planejar seu fim. Os famosos clichês vampirescos difundidos para o mundo por Anne Rice e Béla Lugosi se mantêm, mas de forma crível. Eles não andam por aí durante o dia, não entram em lugares sem ser convidados e podem morrer com uma estaca no coração. Claro, se alimentam de sangue humano. Só que Adam, Eve e Marlowe usam outros meios para se abastecer, através de bancos de sangue que são furtados por médicos para o tráfico. Assim como nós sofremos com racionamento de água e contaminação de rios, eles também sofrem consequências parecidas. A nossa água é o sangue deles. Vital e só deve ser ingerida sob forma pura.

Jim cria uma metáfora para o vício em drogas com a alimentação deles. Quando o precioso alimento entra em escassez, a fome aumenta e os leva às últimas consequências para obter mais. Quando usufruem dele, é de forma quase ritualística. Após a ingestão, entram em um tipo de transe místico e prazeroso. As figuras esguias com aparência nada saudável, mais as abordagens que sofrem quando saem de casa, acentuam esta referência.

only-lovers-left-alive04Eve e Adam se fundem perfeitamente. Ela; uma literata assídua possui uma leveza e gentileza que exala a cada olhadela. Ele; um músico melancólico, mal humorado e revoltado em ter que presenciar uma decadência cultural em nós, zombies. Passam o tempo discutindo ciência, arte e amor enquanto descansam após fazerem sexo. São definições de Yin-yang e, acima de tudo, seres evoluídos que estão presenciando um fim próximo daquilo que mais amam.

O contraponto é a representação da nossa geração impulsiva e desnorteada. Ela é encarnada por Ava (Mia Wasikowska, insuportável, ponto para ela), a irmã cínica de Eve, que chega sem ser convidada (um preceito deles já quebrado de cara), bebe todo o estoque de sangue da casa e, como qualquer adolescente inconsequente, passa dos limites pela “ânsia de viver”. A entrada dessa personagem é a grande quebra do filme. Neste momento, Eva percebe o grau de afetações dos “zombies” em sua raça. Ela se dá conta de que precisa mais ainda de Adam. Porque isso basta para ambos, apesar das mudanças e consequências que estão ocorrendo ao seu redor.  Enquanto ela acompanha isto de forma tranquila e até mesmo adentrando no mundo moderno (olha o iPhone branquinho dela), ele se irrita com os “gatos” feitos pelos vizinhos e recria uma “geringonça” oriunda de séculos passados, voltando-se para o mundo medieval.

Tilda-Swinton-en-Sólo-los-Amantes-SobrevivenO contraste de cores dos dois personagens é o semblante mais visível e característico de suas personalidades. Ao mesmo tempo, remete à complementação que um faz ao outro. A fotografia acompanha essa ideia. A casa de Eve é colorida e quente, a de Adam é um breu e fria. Quando se reencontram no lar dele, ela parece ser um brilho naquela escuridão, assim como é na vida dele. Quando este vai para o outro lado, é a morte indo de encontro ao sol. Ele some naquele calor e leva junto Eve. Será o fim de ambos?! Não parece, afinal os dois só precisam um do outro e juntos encontraram como sobreviver mais alguns séculos enquanto nós, parecemos nos autoaniquilarmos a cada segundo.

Jim Jarmusch soube nos alimentar bem em 122 minutos. A narrativa é composta por uma trilha instrumental forte (feita por sua banda, a SQÜRL) que ressoa em alguns momentos de tristeza e simpatia pela dor daqueles seres. Nos aquece e causa frio nos momentos pontuais. Paganini nunca foi tão bem situado em um filme. O roteiro, envolto dessa melancolia, também é cheio de humor e gags à cultura que foi perdida. Uma espécie de saudosismo e curiosidade surge sempre que é citado um autor ou músico. Não tem nada mais prazeroso que isso, a crítica do filme a si fazê-lo procurar abonar esse déficit tão grande hoje. Se até mesmo Adam reviu seus conceitos, por que não podemos também?

Cotação-5-5

Amantes Eternos (Only Lovers Left Alive)

Amantes Eternos - poster nacionalDireção: Jim Jarmusch

Roteiro: Jim Jarmusch

Elenco: Tilda Swinton, Tom Hiddleston, Anton Yelchin, Mia Wasikowska, John Hurt, Jeffrey Wright, Slimane Dazi, Carter Logan, Aurelie Thepaut, Ali Amine, Dave W., Ego Sensation, Nick Name, Fouad El Achaari, Hawchi Mustapha, Abdelkader Dourkan, Mohamed Chairi Felah, Bilal Chair Felah, Omar Raissouli, Yasmine Hamdan, Marc Codsi, Noureddine Touati, Hanane El Karni, Hamza Kadri, Kamal Moummad, Cody Stauber.

Gênero: Drama/Romance/Terror

Duração: 123 minutos

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s