Clássicos | Grease – Nos Tempos da Brilhantina

greaseAlguns musicais apresentam um conteúdo significativo por trás de suas canções e coreografias. É o caso de Os Embalos de Sábado à Noite. Outros inserem seus números musicais em contextos chocantes de violência e exploração, usando o meio para denunciar algumas duras realidades. Caso de Amor Sublime Amor e Dançando no Escuro. Outros ainda apresentam uma proposta de diversão sem nenhum compromisso. Este, finalmente, é o caso de Grease – Nos Tempos da Brilhantina.

Embora tenha sido lançada no final da década de 70, a história de amor do bad boy Danny Zuko (John Travolta) e da adolescente certinha Sandy Olsson (Olivia Newton-John) se passa em uma escola de ensino secundário nos icônicos anos 50. O filme é baseado em um musical de sucesso da Broadway. O nome Grease foi retirado da expressão greasers, que designava os jovens filhos de operários da época.

grease2Como se pode imaginar, não era uma história moral ou socialmente aceitável para os padrões atuais. As garotas só queriam saber de correr atrás dos meninos, todo mundo precisava aprender a seguir um certo papel pré-definido em uma sociedade de regras meio tortas e o comportamento de ambos os sexos refletia pontos de vista bastante machistas.

O que não seria um problema se o roteiro e a direção não deixassem bastante claro que o filme também compartilha desse ponto de vista. Grease é um produto do lado conservador dos anos 70, afinal.

grease5A trama se segura no carisma de seus personagens. Na oculta fragilidade do falso bad boy Danny Zuko, na mal educada honestidade de Betty Rizzo (Stockard Channing), na indecisão de Kenickie (Jeff Conaway), na deliberada estupidez de Sonny (Michael Tucci). Uma seleção de personagens extremamente caricatos, mas que funcionam juntos porque a trama bobinha justifica sua existência.

E finalmente chegamos ao verdadeiro diferencial do filme: suas canções e suas coreografias. Fui apresentado a elas por meus pais e me encantei pelas músicas antes mesmo de entender exatamente o que as letras diziam. Fiquei impressionado pelo ritmo e pelas boas interpretações. Basicamente porque eram canções muito boas e cativantes.

PUBLISHED by catsmob.comAs coreografias são um espetáculo à parte, ofuscando inclusive muitos dos aspectos pueris da narrativa. É difícil ficar pensando nas implicações preconceituosas dos diálogos enquanto os clubes de garotos e garotas requebram ao som do megahit Summer Nights. Ou na superficialidade com que são retratados os homens no filme ao mesmo tempo em que constróem o carro de seus sonhos com uma vibrante Greased Lightning ressoando ao fundo. Ou até no machismo das relações amorosas quando Travolta e Newton-John (vestindo roupas de couro ridiculamente apertadas) passeiam por um parque de diversões entoando uma animada You’re The One That I Want.

E esses não são casos isolados. Canções mais paradas, como a inspirada Beauty School Dropout, demonstram uma insuspeitada veia satírica que acaba se mostrando presente também em algumas outras cenas do filme. O final, que tem uma ridícula ascensão de Danny e Sandy ao infinito em seu brilhante carro dos sonhos, relembra a artificialidade de toda a história. O casal perfeito do título poderia estar em poucos anos protagonizando brigas terríveis ou passando por um divórcio. Mas quem se importa?

grease7 Danny Zuko e Sandy Olsson vivem para sempre juntos nesta louca fantasia embebida em brilhantina e coroada por belos topetes alinhados. No mundo ultrapassado de Grease não há no horizonte a Guerra do Vietnã, a contracultura, os hippies, a revolução sexual, a revolta da excluída população negra. Toda a turma da escola Rydell ganhou vida eterna no mundo de drive-ins, rock’n’roll, jaquetas de couro, amassos no banco traseiro de automóveis e competições escolares. Deixe-os aproveitar essa divertida jornada para sempre.

Grease ainda está em cartaz esta semana em horários e cinemas selecionados da rede Cinemark.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s