Believe S01E12 – Second Chance | Review

believe12Foi uma jornada longa e difícil para a série Believe até aqui. Após um início ruim e alguns raríssimos lampejos de qualidade ao longo da temporada, o programa que era uma das apostas da TV americana e gerou interesse principalmente devido ao envolvimento do diretor Alfonso Cuarón (sim, o mesmo de Gravidade) acabou sendo cancelado ainda no meio.

Não foi uma grande perda, independentemente do ângulo pelo qual você analise a questão. Em termos comerciais, a audiência caiu mais rápido do que a produtividade da Espanha no jogo contra a Holanda (rsrsrs). Estacionou um pouco acima dos quatro milhões por episódio, o que não chega a ser muito ruim, mas também está longe de ser bom.

Believe - Season 1O roteiro parecia sempre ter sido escrito às pressas, apresentando buracos maiores que a defesa da Espanha (ok, juro que eu paro) e uma característica de repetição das mesma fórmulas que chegou a dar nos nervos. Até mesmo os personagens não conseguiram alcançar a profundidade e o envolvimento com o público desejados, já que foram construídos em geral em cima de caricaturas malfeitas.

Este último episódio cismou em insistir nas regras de sempre, com Bo e Tate fugindo de uma grande ameaça e a garotinha procurando ajudar alguém com problemas. A escala dos acontecimentos pode ter sido um pouco mais alta, mas, em uma última análise, não foi muito além de uma cópia deslavada da Carrie de Stephen King, com uma pitada a mais de açúcar e amor.

Believe - Season 1É difícil dizer o que os produtores esperavam da série ou mesmo se havia algum futuro planejado para ela, já que da forma como tudo terminou não seria estranho darmos de cara com uma segunda temporada de falhas quase idênticas à primeira. De positivo, o episódio teve aquilo que se sobressai já há algum tempo: a relação de Bo com Tate, que finalmente alcançou um patamar interessante, e a personalidade de Skouras, que é o único personagem de toda a história com mais do que uma camada.

Alguns podem estar tristes com o fim da série, já que ela não ofendeu ninguém e era claramente bem intencionada desde o início. Infelizmente, dentro da realidade da TV atual, isso significa muito pouco. Sem um produto de qualidade para públicos cada vez mais exigentes, acostumados a programas como Breaking Bad, True Detective, Game of Thrones e por aí vai, a coisa não anda. Believe, infelizmente e apesar de não ser inteiramente ruim, nunca esteve à altura.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s