Versos de Um Crime | Crítica

versos_de_um_crimeO astro de Harry Potter Daniel Radcliffe surpreendeu muita gente com suas escolhas após a marcante série de filmes infantojuvenis. Como a grande estrela internacional em que se transformou, o ator parecia ter um leque de opções futuras abertas para si, mas também tinha as limitações de ter ficado marcado por um papel icônico demais dentro da cultura popular e uma série de dúvidas sobre as suas capacidades interpretativas.

Para muitos, ficou a impressão de que o ator praticamente desapareceu do cenário cinematográfico nos últimos anos. Isso não é verdade. Após o terror A Mulher de Preto, seu filme mais comercial nesse período, Radcliffe optou por longas independentes e menos vistosos, o que se provou uma estratégia inteligente, já que algumas pessoas finalmente puderam enxergar uma maturidade maior em suas atuações e o afastamento do estigma do “ator de um papel só”.

O mais interessante desses filmes talvez seja este Versos de Um Crime, que mostra um período pouco anterior ao da geração beat norte-americana, marcada por literatos que rejeitavam as convenções sociais e escreviam sobre sexo, drogas e as relações humanas. Radcliffe personifica um dos representantes mais importantes do movimento, o poeta Allen Ginsberg, em um período em que vivencia um complexo por ter abandonado a mãe perturbada em casa.

versos_de_um_crime2Em uma universidade dominada por regras e petulância, a única coisa que o incentiva em sua carreira como escritor é a presença do jovem Lucien Carr (Dane DeHaan), garoto provocador e que é sua principal porta de entrada para o movimento da contracultura da década de 40. Em poucas semanas, conhece outros ícones como William S. Burroughs (Ben Foster) e Jack Kerouac (Jack Huston), que fariam parte do importante movimento literário na década seguinte.

O que mais chama a atenção é a diferença de tom do filme em comparação com obras muito mais desafiadoras do período, como o próprio Na Estrada de Kerouac, adaptado para as telas por Walter Salles. Versos de Um Crime é um longa sombrio e desesperançado, que enxerga a liberdade almejada por esses artistas com uma visão pessimista. De certa forma, retrata o passado arruinado que fez com que muitos deles se tornassem os personagens icônicos que foram para toda uma geração.

Embora o roteiro e a direção irregular não apresentem nada de novo ou diferente, as boas atuações do elenco acabam motivando uma identificação mais profunda com aquelas pessoas. Além do próprio Radcliffe, que está surpreendente, DeHaan transmite emoções divisivas na pele de um personagem polêmico. Michael C. Hall, o eterno Dexter, também constrói uma personalidade crível e tem um papel-chave para a narrativa.

versos_de_um_crime3O filme não tem medo de tratar de assuntos considerados tabus, como o uso intenso de drogas e a descoberta da homossexualidade. Traições também são muito comuns dentro desse cenário de jovens que começam a conhecer a si mesmos e ao mundo que os cerca.

O filme definitivo sobre a geração beat provavelmente ainda está para ser feito, mas Versos de Um Crime não deixa de ser uma tentativa interessante. Não recria com tanta credibilidade o período em que se passa, mas estabelece um tom interessante para o desenvolvimento da relação entre esses futuros artistas, que viriam a redefinir ou simplesmente extirpar os limites da arte da época

Cotação-3-5Versos de Um Crime - poster nacionalVersos de Um Crime (Kill Your Darlings)

Direção: John Krokidas

Roteiro: Austin Bunn e John Krokidas, baseado em história de Austin Bunn

Elenco: Daniel Radcliffe, Dane DeHaan, Michael C. Hall, Jack Huston, Ben Foster, David Cross, Jennifer Jason Leigh, Elizabeth Olsen, John Cullum, Brenda Wehle, Erin Darke, Craig Chester, Lenore Harris, Mark Ethan, Zach Appelman, David Rasche, Quinlan Corbett, Dawn Newman, Clancy O’Connor, Jon DeVries, Leslie Meisel, Sarah Hollis, Nicole Signore, Olen Holm, Michael Cavadias, Finise Avery, NIck Diamantis, Matt Giroveanu, Sean Grady, Chris Kerson, Anna Kuchma, Kyra Sedgwick, Kevyn Settle, Colin Michael Walker, Peter Waluk.

Gênero: Drama/Romance

Duração: 104 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s