Tudo Por Justiça | Crítica

OUT OF THE FURNACEO único crédito anterior de Scott Cooper como diretor ou roteirista de um longa-metragem é do filme Coração Louco, de 2010, que rendeu ao astro Jeff Bridges seu primeiro Oscar de atuação. Portanto, três anos depois houve um pequeno burburinho sobre as chances de Tudo Por Justiça, seu filme seguinte, na premiação, principalmente para os integrantes de um elenco cheio de estrelas.

Como sabemos, a expectativa não se concretizou e o filme foi recebido quase com frieza pela crítica e público norte-americano. Aparentemente, a narrativa era convencional demais, óbvia demais para receber qualquer tipo de reconhecimento.

Com o perdão do trocadilho, é possível que alguma injustiça tenha sido cometida contra Tudo Por Justiça. É verdade que o universo em que a história se passa já foi visitado muitas vezes antes em outras produções. A cidade pequena, uma família que procura sobreviver em meio a uma existência desoladora, irmãos que lutam contra a má sorte, um homem incapaz de viver um cotidiano comum após retornar da guerra, etc. Todas essas características já foram exploradas centenas de vezes, mas raramente em um caldeirão variado e imprevisível como o existente neste filme.

tudo_por_justica2Na história, Russell Baze (Christian Bale) é o trabalhador de uma usina de ferro que tenta levar uma vida digna com sua namorada Lena (Zoe Saldana). Em seu dia a dia, precisa se preocupar constantemente com o irmão Rodney (Casey Affleck), um soldado desiludido que faz uma montanha de dívidas e gasta seu dinheiro em apostas, e com o pai, que vive imóvel em uma cama devido a uma doença terminal contraída na mesma fábrica onde Russell trabalha. Em certo momento, um incidente vem para modificar para sempre a vida dessa família.

O roteiro conta a história de pessoas que não estão propriamente desesperadas por algum motivo específico. Elas têm empregos, amigos, amor e a possibilidade de continuar sobrevivendo em uma existência não muito glamorosa, mas digna. O maior mérito do filme é mostrar a melancolia que preenche essas vidas sem oportunidades ou qualquer esperança de melhora.

Até mesmo um personagem como o John Petty de Willem Dafoe, um agiota e explorador que claramente anda à margem da lei, ganha contornos simpáticos, sinalizando que se trata de um homem que faz o que acredita ser necessário para sobreviver, sem nunca mostrar orgulho disso.

tudo_por_justica3A única coisa que realmente prejudica a narrativa são as constantes tentativas do roteiro de dizer que aquele é um mundo de homens selvagens e endurecidos. O vilão Harlan DeGroat (Woody Harrelson), que começa o filme abusando de uma mulher e espancando um homem que tenta impedi-lo, é a caricatura desse desejo de tornar uma história realista em uma trama maniqueísta e óbvia. E por mais que Harrelson tenha uma interpretação adequada para o papel, o personagem nunca demonstra muita densidade ou uma construção profunda de caráter.

Isso e as lutas de boxe amador que Rodney se recusa a perder são indicativos de uma mudança ruim para a história, que em sua essência é uma narrativa de sobrevivência cotidiana. Ainda assim, o filme constitui uma história de vingança diferente daquelas a que o público está acostumado, evitando dar a seus personagens habilidades incompatíveis com suas personalidades ou, o que seria ainda pior, transformá-los em heróis genéricos de ação.

Cotação-3-5Tudo Por Justiça - poster nacionalTudo Por Justiça (Out of the Furnace)

Direção: Scott Cooper

Roteiro: Brad Ingelsby e Scott Cooper

Elenco: Christian Bale, Woody Harrelson, Dendrie Taylor, Carl Ciarfalio, Nancy Mosser, Casey Affleck, Zoe Saldana, Sam Shepard, Bingo O’Malley, Tom Bower, Willem Dafoe, Bobby Wolfe, Charles David Richards, Forest Whitaker, John W. Kleer, Boyd Holbrook, Corey Rieger, Jackie Erdie, Gordon Michaels, Jason Greear, Elias Lemon, Tommy Lafitte, Angela Kauffman, Tony Amen, Diedra Arthur-O’Ree, Matt Baker, Tiffany Bell, Todd Bobenrieth, Ryan C. Bodgewic, Lonell R. Childred, Carl Clemons, Julian Curi, Roger Dillingham Jr., Eric Filo, Joe Fishel, Jim Fitzgerald, Ryan Goimarac, Vito Grassi, Richard Guesman, John W. Iwanonkiw, Dean Jacobs, Christopher Kaczmarek, William Kania, Mark Kubr, Efka Kvaraciejus, James Lloyd, Scott Lockhart, Tiffany Sander McKenzie, Phil Nardozzi, John Pierce.

Gênero: Drama/Policial/Suspense

Duração: 116 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s