Ninfomaníaca – Volume 2 | Crítica

ninfomaniaca_21Há muitos problemas em dividir um filme em dois. O mais óbvio deles é a dificuldade para enxergá-lo como um todo. O corte seco feito entre as duas partes de Ninfomaníaca impossibilita uma definição de ambas, que ficam com um aspecto mutante e mutilado. O fato de terem sido feitos cortes ainda mais extensos no Brasil devido ao conteúdo sexual agrava mais o caso.

A segunda parte do filme continua exatamente do ponto onde havia parado, após a morte do pai (Christian Slater) de Joe (Charlotte Gainsbourg). A jovem está finalmente casada com o seu amor de longa data Jerôme Morris (Shia LaBeouf), com quem tem um filho. Apesar de ser o momento em que sua vida finalmente alcança uma estabilidade, Joe começa a sentir dificuldades para chegar ao orgasmo.

Embora já tivesse sido sugerido no primeiro volume, nesta segunda parte fica claro o quanto Lars Von Trier considera o sexo uma coisa negativa. Além de todas as cenas de conteúdo sexual serem filmadas de maneira a transmitir uma sensação desagradável, como se o sexo fosse algo nojento, agora a própria personagem passa a tomar consciência da depravação de seu vício. Em dado momento, ela chega a procurar um grupo de ajuda para viciados em sexo.

ninfomaniaca_22Essa rápida tentativa de redenção é seguida por um mergulho ainda maior no universo dos jogos sexuais. Em uma sequência no mínimo moralmente duvidosa, a protagonista tenta fazer sexo a três com um dupla de imigrantes africanos. Os personagens são retratados como bestiais e certamente a relação de Joe com eles traduz um preconceito inesperado de sua parte.

Ninfomaníaca – Volume 2 também apresenta uma pitada da característica impiedade do diretor com suas protagonistas. Desta vez, a manobra foi tirar todas as possibilidades sexuais da personagem, que após uma vida inteira de abusos à sua vagina, já não pode mais sequer tocá-la sem sentir enormes dores. O diretor consegue desenvolver a situação com naturalidade e faz com que os prazeres eróticos de Joe evoluam lentamente para um amor e uma obsessão quase doentias por sua jovem protegida, chamada apenas de P (Mia Goth).

Sobre a relação de Joe com Seligman (Stellan Skarsgard), o atento ouvinte de suas desventuras, podemos dizer que o diálogo se tornou quase autoconsciente. Quando Seligman interrompe a história para mais uma incursão em seu vasto repertório cultural, Joe alerta para a futilidade desses acréscimos filosóficas. Assim que ele insiste novamente na questão, ela diz que foi a comparação mais fraca feita ao longo de toda a madrugada em que a história acontece, um pensamento possivelmente compartilhado também pelo público.

ninfomaniaca_23E é isso que se consegue com Lars Von Trier. Quando se espera um filme quente e pornográfico, o diretor entrega uma epopeia melancólica sobre a insatisfação, repleta de aulas de história medieval, religião e filosofia. Cada vez fica mais clara sua posição radical frente à vida, com o sexo como uma força responsável por abusos e injustiças inumeráveis e regida, como Joe acrescenta em uma nota posterior, por uma grande cota de machismo.

O problema de Ninfomaníaca é que a fórmula se esgota rápido demais, deixando no lugar apenas o tédio (que pode até ser proposital). Toda a história, é claro, leva em direção a um final que deveria chocar e perturbar, mas que soa previsível para quem já é familiarizado com a obra do cineasta. Pelo menos em termos de sentimentos, sejam eles quais forem, as quatro horas de duração de Ninfomaniaca são as mais áridas de toda a extensa filmografia do diretor.

Cotação-3-5ninfomaniacaNinfomaníaca – Volume 2 (Nymphomaniac – Vol. II)

Direção: Lars Von Trier

Roteiro: Lars Von Trier

Elenco: Charlotte Gainsbourg, Stellan Skarsgard, Stacy Martin, Willem Dafoe, Mia Goth, Michael Pas, Jean-Marc Barr, Jamie Bell, Ananya Berg, Peter Gilber Cotton, Shia LaBeouf, Connie Nielsen.

Gênero: Drama

Duração: 123 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s