Vidas ao Vento | Crítica

Jiro and paper airplane_out“Tudo o que eu queria era fazer algo belo”. A frase poderia muito bem se referir a toda a filmografia do cineasta Hayao Miyazaki, um verdadeiro mosaico da beleza em suas muitas formas. Mesmo tendo ganhado seu maior reconhecimento apenas em 2001, com A Viagem de Chihiro, um dos melhores filmes de animação de todos os tempos, Miyazaki já estava na ativa há muito tempo e produzira algumas obras-primas. A mais famosa delas é o melancólico Princesa Mononoke, de 1997.

Mas Miyazaki nunca disse essas palavras. Elas na verdade pertencem ao engenheiro aeronáutico japonês Jiro Horikoshi (Hideaki Anno), que murmurou a frase em um momento de arrependimento após o uso do avião caça Zero, criado por ele, para o bombardeio de alvos durante a Segunda Guerra Mundial. Vidas ao Vento, o último filme do cineasta antes de sua aposentadoria, é uma biografia altamente ficcionalizada da história dessa personalidade real.

A narrativa não é nova. Albert Einstein, possivelmente o teórico mais notório de todos os tempos, foi peça crucial para o desenvolvimento da energia nuclear posteriormente utilizada em bombas, mas era também intrinsecamente contrário à guerra. E não dizem que a principal causa do suicídio de Santos Dumont foi descobrir para que fim estava sendo usada sua invenção?

vidas_ao_vento2O mais curioso é que o dilema aparece pouco ou quase nada no longa de Miyazaki. Horikoshi, uma figura simpática e sonhadora, jamais pensa em deixar de utilizar suas grandes habilidades como engenheiro para fazer o melhor possível em seu trabalho. Mesmo não sendo propriamente a favor da guerra, raramente precisa tomar uma posição sobre ela.

Sua vida passa em uma obsessão por alcançar seus sonhos e chegar ao nível do também engenheiro de aviões Giovanni Battista Caproni (Nomura Mansai), italiano ídolo do protagonista. Em meio a essa busca, ele encontra a jovem e doente Naoko Satomi (Miori Takimoto), por quem se apaixona perdidamente.

Os momentos de felicidade sempre são fugazes na vida de Horikoshi. A alegria pela construção do avião de seus sonhos é logo substituída por terror quando os horrores da guerra alcançam o Japão. A excitação com o casamento ganha ares de melancolia quando a doença de Naoko se agrava.

vidas_ao_vento3Miyazaki nunca foi grande fã de finais felizes. Ao longo da carreira, dosou de maneira muito lúcida a felicidade que é possível para seus adoráveis personagens. O diferente é que Vidas ao Vento é sua primeira trama completamente adulta e, até certo ponto, realista. Nele você não verá criaturas míticas flutuando no ar (com exceção dos próprios aviões) ou bichinhos simpáticos se materializando em cascas de árvores.

A única referência à fantasia acontece nos sonhos do protagonista, onde encontra seu ídolo Caproni em psicodélicas e belíssimas viagens aéreas. O restante da narrativa, porém, tem as bases bem fincadas no chão, o que torna essa aposentadoria do cineasta ainda mais triste. Não há um sonho final para maravilhar crianças e adultos. Somos deixados com a pura, dura e ainda assim delicada realidade.

Diferente da maioria das obras de arte da nossa história, onde se inclui o próprio Vidas ao Vento, o caça japonês Zero tinha um objetivo bastante claro e premente. Atingir um grande número de alvos com o máximo de eficiência possível, matando milhares em seu caminho. Horikoshi, é claro, sabia muito bem disso desde o começo.

Cotação-4-5Vidas ao Vento - poster nacionalVidas ao Vento (Kaze Tachinu)

Direção: Hayao Miyazaki

Roteiro: Hayao Miyazaki

Elenco: Joseph Gordon-Levitt, John Krasinski, Emily Blunt, Martin Short, Stanley Tucci, Mandy Patinkin, Mae Whitman, Werner Herzog, Jennifer Grey, William H. Macy, Zach Callison, Madeleine Rose Yen, Eva Bella, Darren Criss, Edie Mirman, Elijah Wood, Ronan Farrow, David Cowgill, Steve Alpert, Hideaki Anno, Morio Kazama, Jun Kunimura, Hidetoshi Nishijima, Masahiko Nishimura, Mansai Nomura, Mirai Shida, Keiko Takeshita, Miori Takimoto, Shinobu Ôtake.

Gênero: Animação/Drama

Duração: 126 minutos

Curta a fanpage do Cinelogin no Facebook!

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s