How I Met Your Mother S08E20 – The Time Travelers | Review

A boa fase de How I Met Your Mother continua. Próxima de chegar ao fim, a série vai amarrando as pontas e preparando o espectador para a grande revelação aguardada desde o piloto que dá nome à série. Mesmo tendo se passado 9 temporadas do fatídico piloto, a série ainda arruma maneiras originais de contar histórias e “The Time Travelers”, apesar de fugir da fórmula comum, fez jus à mitologia da série.

Tudo começou quando Barney convida Ted para ir ver Robôs Vs Lutadores: A Lenda, a partir daí, versões futuras do Ted e Barney (de 20 anos a frente) tentam convencer Ted para ir ao evento. A dinâmica dos personagens do futuro, com os personagens do presente fluiu de maneira orgânica, o que foi bom considerado o mínimo trabalho da maquiagem em fazer transparecer esses 20 anos.

Uma boa surpresa foi a presença de Jayma Mays, ou a “Garota do Casaco” que havia aparecido ainda em 2005 na série, bem antes de viver a Emma em Glee. Apesar da participação não ter acrescentado muito na história, o mini plot foi interessante pra mostrar que uma simples decisão, como ir falar com uma garota, pode ter consequência bem diferentes, uma espécie de universos paralelos contínuos.

Saindo-se bem na comédia, o episódio ainda dedicou seus minutos finais ao já conhecido drama do Ted de conhecer a Mother, o que em nenhum momento diminuiu o episódio, pelo contrário, a parte final representa aquilo que o personagem já vem vivendo há um tempo: ele está só. Não só literalmente no bar tentando decidir se vai ver uma luta ou não, mas só na vida, apesar de estar rodeado por seus amigos.

Por fim, o plot envolvendo Robin, Marshall e Lily foi bem simples e serviu apenas pra inclui-los no episódio sem deixar muito rastro, mas ainda assim teve bons momentos. O começo foi bem arrastado, com o nome do drink, mas o que resultou dali foi divertido, principalmente o concurso de dança. Marshall e Robin são como Chandler e Phoebe, dificilmente possuem uma história só dos dois, mas quando isso acontece o resultado é sempre positivo.

É bem provável que esse se torna um daqueles episódios lendários de How I Met Your Mother, e boa parte disso se deve à revelação final de que tudo não passou de uma imaginação de Ted, num monólogo existencial que mostrou o quão desesperado por conhecer a Mother ele está, e Josh Radnor expôs bem a vulnerabilidade do Ted, apesar de sabermos que em apenas 45 dias o cara irá encontrar o amor da sua vida e que viverá com ela por bastante tempo.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s