How I Met Your Mother S08E09 – Lobster Crawl e S08E10 – The Over-Correction | Review

How I Met Your Mother está vivendo uma fase estranha. Ora apresenta um episódio bom, ora um episódio ruim. Optei por fazer as duas reviews junta justamente pra mostrar esse ponto. Em “The Over-Correction”, exibido ontem, tivemos um exemplo de um bom episódio envolvendo todos, ao contrário do episódio da semana passada, “Lobster Crawl ” que não passou de uma grande vergonha alheia em 20 minutos.

S08E09 – Lobster Crawl | Review

A parte boa do episódio ficou com Ted, que teve o seu lado forte reforçado nesse episódio: o de tomar cota dos outros. Já comentei em outras reviews que Ted é bom em cuidar de seus amigos, e colocá-lo com o baby Marshall foi uma boa história, ainda mais com o fato dele presenciar diversos “primeiros momentos” do bebê. Fora que a piada no fim do episódio, embora previsível, funcionou muito bem.

Infelizmente isso não foi suficiente pra tornar o resto do episódio tolerável. Ao ser relaxada por Barney, o que a Robin faz? Age como uma adolescente de 15 anos, e eu não estou fazendo comparações, a voz, os trejeitos, as ações todas estereotipadas estavam lá. Deu pena em ver a Cobie Smulders naquela situação, é aquele tipo de vergonha que você pára e pensa: “Por quê?”

Quanto ao Barney, eu quase não o reconheci nesse episódio. A Robin não estava sendo bem sutil em sua abordagem, e ainda assim o womanizer não esboçou nenhuma reação, nada, zero. E no final ainda fica com a Patrice. O personagem passou por muita coisa nesses últimos tempos, por um momento havia achado que estavam sem rumo pra dar pra ele.

De uma forma geral, o episódio foi dispensável.

S08E10 – The Over-Correction | Review

Perceberam a diferença? O episódio dessa semana lembrou, em muitos momentos, a série de outrora. Cheio de reviravoltas, referências ao mundo pop e à própria série. Logo no começo do episódio Ted explica a estranha ligação entre Patrice e Barney, alegando ser uma “super correção”, fato que fez com que Robin se sentisse, ainda com ciúmes.

No começo achei que seria uma má ideia focar a história novamente nos ciúmes da Robin, ainda mais depois do desastre que foi o episódio anterior, mas acontece que The Over-Correction foi o episódio que Lobster Crawl deveria ter sido e não foi. A começar pela conexão de história. Tirando Marshal, todos os outros 4 estavam envolvidos num só plot, e isso dificilmente dá errado na série.

Ted, pela segunda semana seguinte, teve uma boa história envolvendo as coisas que ele empresta e não devolvem, algo que, acredito eu, deve ser recorrente na vida de quase todo mundo (principalmente com livros e DVDs). Taí uma piada que poderia ser recorrente na série, sem parecer repetitiva. A parte mais ou menos do episódio ficou justamente com que não se envolveu com a trama principal: Matshall e o relacionamento de sua mãe com o pai da Lily. Sério? O alerta vergonha alheia começou a apitar e disparou quando Mickey soltou: “Somos uma família com benefícios”.

De forma geral, o episódio foi agradável. A parte ruim é que, se a série seguir a lógica, o próximo episódio deverá ser, novamente, descartável.

  • Divertidíssima toda a relação da Patrice com a Robin.
  • Num só episódio referências a: The Playbook, o Bro Code, as botas do Ted, Get Psyched Mix (da primeira temporada) e a intervenção… Ufa.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s