Fringe S05E02: In Absentia | Review

fringe-502-olivia-630x353

Uma das características que mais me fascinam em Fringe é que, além de ser uma excelente série de ficção científica (e particularmente este ano estar tecendo uma soberba ambientação de futuro distópico), ainda é um drama sensível e tocante. Assim, onde outros exemplos talvez investissem mais em sequências de ação pura e simplesmente, aqui é necessário parar e analisar o impacto emocional que todo aquele cenário causa nos personagens. Mais do que no sci-fi, Fringe tem sua verdadeira força em seus protagonistas, e se episódios como este In Absentia conseguem ser tão eficazes é porque nós definitivamente nos importamos com eles.

Parecendo ouvir as minhas pequenas ressalvas do episódio anterior, os roteiristas conseguiram dar à Etta algo que finalmente definisse sua identidade. Tendo crescido na dura realidade da guerra, a moça adquiriu uma personalidade implacável, não mostrando a menor hesitação em tomar as mais cruéis medidas se assim julgar cabível. Não que a performance de Georgina Haig tenha sido fora do comum – a atriz ainda carrega certa inexpressividade – mas isso é uma surpresa para quem até agora enxergava em Etta uma simples versão mais nova de Olivia.

fringe-502-630x354

E aqui sim, como é de costume, cabe aplausos. Anna Torv mais uma vez dá show ao expressar o choque que a agente Dunham sente quando confrontada a esta realidade. Novamente a atriz consegue nos dizer muito mesmo não tecendo quase nenhuma fala. Percebemos o desconforto da personagem ao ver que a guerra está desumanizando sua filha, e se nós esperamos que isso a faça confrontá-la em algum ponto, novamente a série nos surpreende: é com pesar que Olivia repreende sua filha, nunca a condenando, mas reconhecendo que medidas drásticas são necessárias e que aquele mundo está ainda longe de sua compreensão.

Manifestando também sua típica capacidade de empatia, nossa heroína jamais se deixa cegar pelo ódio aos seus oponentes, sempre estando disposta a compreender suas histórias e mesmo se compadecer delas. E se a resolução do episódio não soa piegas ou forçada com tudo aquilo de “ter algo diferente em seus olhos”, muito se deve à poderosa atuação de Torv. Ela faz com que enxerguemos em Olivia alguém realmente especial.

Demonstrando ter aprendido a lição com a falta de rumo que sua história sofreu no ano passado, a série ainda termina este segundo episódio numa jogada que, mesmo sendo um tanto formulaica, ao menos traz consistência para o arco narrativo da temporada final. Levando em conta o número reduzido de episódios, esse ajuste é mais do que bem vindo.fringe-502-etta-630x354

Glyph Code:S05E02

Leia mais sobre Fringe

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s