As cinco graphic novels que inspiraram o Batman de Christopher Nolan

Dark-Knight-Trilogy

Há sete anos atrás chegava aos cinemas Batman Begins, primeira incursão do diretor Christopher Nolan no universo do icônico personagem. Trazendo uma abordagem completamente renovada, o filme recontava a origem do homem-morcego num realismo que se tornaria marca registrada do diretor. Três anos depois, era a vez de The Dark Knight roubar as atenções do público, com sua história densa e a antológica interpretação do falecido Heath Ledger para o vilão Coringa. Finalmente a trilogia se fecha com o lançamento recente de The Dark Knight Rises, que marca a despedida do diretor da franquia.

Se formos estabelecer um paralelo entre a trajetória do herói nos quadrinhos e suas incursões no cinema poderíamos relacionar o clima dark dos filmes de Tim Burton com os primórdios das histórias de Bob Kane, já o carnaval espalhafatoso de Joel Schumacher representaria a fase colorida e infantilizada que marcou o personagem nos anos 60, na chamada Era de Prata, época também marcada pelo estilo camp da célebre série de TV. Neste sentido, a trilogia TDK desempenha no cinema um papel equivalente à retomada do personagem comandada por Frank Miller a partir de meados dos anos 80, e não é à toa que Nolan se inspirou fortemente em graphic-novels dessa fase. Confira abaixo os  cinco títulos mais influentes para a trilogia.

Batman-Trilogia

 

Batman-Ano-Um-300x268Batman: Ano Um

(“Batman: Year One”Frank Miller (texto) / David Mazzucchelli (desenhos) – 1987)

Após a saga Crise das Infinitas Terras, a DC Comics estava reiniciando toda a história do seu universo. Sendo assim, Frank Miller ficou responsável por recontar a origem do Batman neste arco clássico. Com desenhos de David Mazzycchelli (autor do excelente Asterios Polyp) que evocam o noir, a história se foca sobretudo na preparação de Bruce Wayne para construir o símbolo do Batman. Em paralelo acompanhamos também a chegada de James Gordon à cidade e o início da parceria velada entre os dois. Qualquer semelhança com Batman Begins não é mera coincidência.

 

A Piada MortalBatman-A-Piada-Mortal-300x231

(“The Killing Joke”Allan Moore (texto) / Brian Bolland (desenhos) – 1988)

A maior inspiração para o já icônico Coringa de Heath Ledger com certeza foi esta leitura do genial Allan Moore para o palhaço do crime. Toda a composição do vilão como sendo um “agente do caos” pode ser encontrada nesta graphic-novel, onde ele procura provar para o Batman que a única coisa que o separa de um cidadão de bem seria “apenas um dia ruim”. Para isso ele tenta levar o comissário Gordon à loucura ao torturar sua filha. Também conhecemos uma possível origem para o vilão.

 

Batman-Halloween-300x289O Longo Dia das Bruxas

(“The Long Halloween”Jeph Loeb (texto) / Tim Sale (desenhos) – 1996)

“Eu acredito em Harvey Dent”. O marcante slogan presente em The Dark Knight vem desta série, onde Batman, Gordon e o galante promotor se aliam para livrar Gotham da máfia. Em paralelo, assassinatos relacionados à família Falcone vem ocorrendo a cada data comemorativa, autoria de um serial killer que se auto-denomina “Feriado“. A trajetória da luta de Harvey Dent contra a criminalidade, bem como sua futura tragédia e corrupção serviu como fio condutor narrativo para o segundo e mais aclamado filme da trilogia.

 

Batman-Knightfall-286x300A Queda do Morcego

(“Knightfall” – Chuck Dixon e Doug Moench (texto) / Jim Aparo, Norm Breyfogle, Graham Nolan e Jim Balent (desenhos) – 1993)

A imagem do brutamontes Bane quebrando a coluna do homem-morcego se tornaria uma das mais marcantes das histórias do herói na década de 90. Interpretado por Tom Hardy no recente The Dark Knight Rises, o vilão foi apresentado neste enorme arco onde se mostra como o maior desafio físico já enfrentado pelo herói. Dotado de uma inteligência estratégica formidável, Bane leva Batman à exaustão, para enfim poder “quebrá-lo”. O estrago foi tão grande que Bruce teve que passar o manto para outra pessoa na criticada segunda parte da história, enquanto se recuperava.

 

Batman-dark-knight-returns-265x300O Cavaleiro das Trevas

(“The Dark Knight Returns”Frank Miller (texto e desenho) – 1986)

Com certeza uma das mais revolucionárias graphic-novels de todos os tempos, este título traz uma história situada num futuro alternativo, onde somos apresentados a um Bruce Wayne velho e amargurado que já não atua mais como o herói de Gotham. É quando um grupo de gangsters passa a aterrorizar a cidade e Bruce se vê compelido a voltar à ativa. Uma das coisas mais palpáveis na história é o enorme fardo, tanto físico como psicológico, que Bruce tem que carregar sendo o Batman. Sem querer soltar  spoilers, digo apenas que não é exagero falar que esta foi a graphic novel de maior importância para a narrativa do último filme da trilogia: The Dark Knight Rises.

 Batman-dark-knight-returns-2

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s