Game of Thrones S02E10 – Valar Morghulis | Review

Demonstrando uma similaridade estrutural com o seu primeiro ano (embora não consiga alcançar o mesmo impacto), a season finale da segunda temporada de Game of Thrones funciona mais como um epílogo, uma prévia do que está por vir, do que necessariamente um desfecho narrativo para o ano que passou. Tal qual a temporada passada, é um episódio que dá prosseguimento a um evento chave na trama (morte de Ned Stark / Batalha de Blackwater), e apresenta uma nova disposição das peças do jogo como consequência.

DAny-dragons-630x373 E novamente, tal como um ano atrás, o destaque do episódio fica por conta de Daenerys Targaryen. A emblemática sequência da Filha da Tormenta na Casa dos Imortais acabou não contando com a mesma gama de referências e profecias que constam no livro, o que pode desagradar fãs mais conservadores. Mas venhamos e convenhamos: seria muito complicado incluir todas aquelas cenas na série sem soar extremamente confuso e mesmo desconexo para o expectador não leitor. Ao invés disso, os roteiristas optaram por apelar a um aspecto mais dramático, trazendo uma tocante participação de Jason Momoa, resgatando seu Khal Drogo. Além do mais, resta a empolgação de acompanhar pela primeira vez os três dragões não apenas em cena, como também em ação! Dracarys!

Além disso, deve-se elogiar a forma como os roteiristas conseguiram dar corpo à discreta participação de Daenerys em A Fúria dos Reis nesta temporada. Ainda que em alguns episódios suas cenas tenham sido um tanto gratuitas e sem propósito, analisando em retrospecto percebemos como a passagem dela em Qarth ganhou relevância e realmente significou algum crescimento para a personagem, coisa que não acontecia no livro.

Joffrey-S02E10-630x366

Em Porto Real, Tyrion acorda após uma tentativa de assassinato no meio da batalha e se vê num cenário absolutamente diferente de antes. Perdendo sua posição de poder com a chegada de seu pai, o anão é deixado completamente de lado, não tendo o menor reconhecimento por ter defendido a cidade da invasão de Stannis. Tendo agora uma expressiva cicatriz no rosto (mas que não chega a ser a mutilação grotesca descrita no livro, onde o anão fica sem nariz), Tyrion conta apenas com um discreto apoio de Varys e o afago de sua amada Shae. E falando na prostituta, é válido ressaltar a releitura feita nela nesta temporada. Se mostrando muito mais amável e menos fútil na série, a personagem nos conquista e nos faz realmente torcer pelo romance dos dois.

Sendo condecorado Mão do Rei e salvador da cidade, Tywin Lannister passa a ser o governante de fato da capital e traz consigo uma nova e interessante dinâmica política, com a aliança dos Tyrell. Fazendo Joffrey abrir mão do compromisso com Sansa Stark, num discurso obviamente hipócrita por parte do rei, Margaery se coloca de maneira magistral na direção de seu objetivo de ser “a rainha”, e obviamente encontrará rivais em seu caminho ano que vem. Dito isto, foi comovente o momento onde a jovem Stark finalmente se solta num sorriso de alívio por ter aparentemente se livrado de seu algoz, para imediatamente em seguida tomar um choque de realidade de Mindinho. “Todos somos mentirosos. E cada um de nós é melhor do que você.”Theon-discurso

No Norte, Theon Greyjoy se vê num beco sem saída. Alfie Allen fez um trabalho incrivelmente competente em retratar a divisão interna do personagem, e aqui mais uma vez ele brilha ao finalmente se abrir com Meistre Luwin. “Fui longe demais para fingir ser outra coisa”. Patético na tarefa de liderar, ele é sumariamente traído pelos Homens de Ferro logo depois de proferir seu discurso “inspirador” – o que rende uma das cenas mais hilárias de toda a série. Como consequência, as ações de Theon trazem um fim melancólico para Winterfell, restando aos pequenos Bran e Rickon rumar ao Norte em exílio.

Nas Terras Fluviais, enquanto Brienne e Jaime começam a construir a interessante dinâmica de seus capítulos em Tormenta de Espadas, Robb encara a desaprovação da mãe ao seu casamento com desprezo, algo bem mais crível do que acontece nos livros. E se Stannis finalmente sente o peso de suas escolhas, Melisandre volta a enfeitiçá-lo com a magia de seu Deus do Fogo. “Esta guerra apenas começou.”

Jaqen-Arya-630x366

O que nos traz finalmente à questão central que Valar Morghulis traz para a narrativa de Game of Thrones: o tom fantasioso  que a série tende a aumentar exponencialmente. Só esta season finale apresentou em pelo menos quatro núcleos diferentes elementos claros de magia. Um dos mais surpreendentes, sem dúvida, foi a sinistra troca de rostos do misterioso Jaqen H’gar. Aliás, creio que o arco de Arya foi um dos que mais teve sucesso em sua adaptação nesta temporada. Os roteiristas conseguiram condensar sua história de maneira eficiente sem  trazer com isso nenhum prejuízo à sua essência.

Infelizmente o mesmo não pode ser dito sobre o núcleo de Jon Snow. Sim, eu consigo enxergar os motivos que levaram às mudanças ali: dar mais espaço para Ygritte, ressaltar a imaturidade do Jon etc. Mas a maneira como fizeram a morte de Qhorin Meia-Mão acontecer neste episódio foi apressada e desleixada. Ao invés de retratar a resignação do bastardo em aceitar o plano de sacrifício do patrulheiro, optaram por fazer Jon matá-lo no impulso, o que enfraqueceu demais o personagem.

Antecipando o prólogo do terceiro livro de maneira a criar um eficiente cliffhanger para a temporada que vem, Valar Morghulis termina numa sequência grandiosa que mostra que, mais do que nunca, o inverno está chegando. É melhor se preparar para a Tomenta.

whitewalker

 

Leia mais sobre Game of Thrones

Anúncios

13 comentários

  1. Vou começar a apontar os defeitos que achei irritantes.

    Vou começar com a participação desnecessária de Khal Drogo, sendo que deixou várias pontas soltas neste episódio e falhas de roteiro. Tais falhas poderiam ser melhoradas se tivesse a concentração em não mostrar algumas coisas que achei pouco relevantes como o casamento do Robb, Khal Drogo entre outras coisas. Em vez disto mostrar como Stannis fugiu sendo que foi capturado no outro episódio. Ou o que Sansa faz ainda em Porto Real sendo que no episódio 9 ficou claro que ela foi embora com o Cão de Caça. Entre outras coisas. Apesar de algumas coisas bem interessantes e legais que garanta outra temporada. Eu vou ficar na expectativa ansiosa. Eu espero que eles repitam a fórmula do episódio 9 da segunda temporada em centrar em determinados núcleos da estória. Assim obtendo alguma coisa mais coesa. Embora o primeiro e último episódio seja fundamental a exposição destes núcleos de personagens de forma fragmentada. Contudo esta mania da série em querer fazer tudo em vários episódios pode funcionar algumas vezes. Funciona em início e fim, mas fora isto fica algo desagradável e com a impressão que quase nada é nunca mostrado de forma satisfatória. E isto só tende a piorar e baixar a audiência. Sendo que um episódio para cada estória ou determinadas estórias seria melhor que quer abordar todos.

    Para não dizer que só achei coisa ruim. Jaqen H’gar foi um dos personagens que parece ser bem interessante. Seria ele membro da tal Irmandade? Seriam eles assassinos profissionais com poderes ocultos? Os eventos de Além da Muralha então fiquei bem satisfeito e ansioso pelo exército literalmente de mortos vivos e já imaginaria aquilo como motivo óbvio do medo de muitos “selvagens” em permanecer no Norte. E na boa o núcleo de Jon Snow para mim esta melhor que muita merda lá no Sul. Pra mim agiu naturalmente. Fez o que maioria teria feito. Claro que poderiam fazer um drama. Mas para quê? O Meia Mão foi muito pouco ou nada desenvolvido em cenas de 5 segundos pra cada núcleo. Então para mim valeu o simples matar ou ser morto. Deixem as frescuras dos códigos de condutas para os livros. O núcleo do norte nestes últimos episódios, para mim pelo menos está bem mais interessante que outros incluindo a Daenerys.

    Curtir

  2. Sansa não foi de jeito nenhum com o cão de caça! reveja o episodio, ela deixa bem claro que não irá… assim como deixa claro para o dono do bordel(n sou boa com nomes) que nao quer a ajuda dele para fugir, ja que agora o nojentinho do rei vai casar com a irmã do cavalheiro das rosas. OTIMO PARA ELA, SE SALVOU! ****SPOILER CENSURADO**** kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk AMEEEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

    Curtir

  3. A Sansa recusou a oferta do Cão claramente ("Stannis não me fará mal."). Já o Stannis nunca foi capturado, aquela cena do Blackwater mostra apenas ele sendo arrastado por seus próprios soldados para a retirada (ele não queria fugir). Muita gente achou que ele tinha sido pego pelos Lannisters ali, então acho que a série pecou nisso aí.

    O Jon foi enfraquecido na série, em relação ao que é mostrado no livro. E foi meio que sem necessidade, por isso foi um ponto em que eu não curti. Eles conseguiram condensar todos os outros núcleos satisfatoriamente sem mexer na essência, menos no Jon.

    E o casamento do Robb é MUITO relevante, acredite em mim.

    Curtir

  4. Nossa mano, nem a Sansa foi com o cão, nem o Stanis foi capturado… os guerreiros dele tavam puxando ele porque a luta tava perdida. E o casamento do Robb é pouco relevante? Só vai dar uma merda desgraçada pra ele, anota aí. Nem deu a entender não, foi mal ae.

    Curtir

  5. As temporadas não são independentes umas das outras. Existe uma narrativa maior a ser cumprida. Além disso, a história do Robb precisava de um desfecho tanto quanto às outras, e o casamento dele serviu a esse propósito. Não é de maneira nenhuma irrelevante para a temporada.

    Bem mais dispensável, por exemplo, foi a cena da prostituta do Mindinho com o Varys.

    Curtir

  6. Grandioso post de meu série preferita. Na última temporada eu amei, e fiquei emocionada para Game of Thrones 7 eu estava animado em todos os momentos, me desespero longa espera tanto tempo para ver o próximo, mas já próxima estreia, partilho horários e data de lançamento para esta nova etapa, tenho certeza de que, depois de Então, espere, Game of Thrones vai cumprir as nossas expectativas.

    Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s