Glee S03E20 – Props | Review

O Glee Club ignorou Tina todo esse ano. Bem, ela foi ignorada ano passado também. Tina foi ignorada todo esse tempo e ela está no Clube desde o começo. No seu primeiro solo, ela disse que era ruim e forçou para dar o solo à Rachel, agora em cada solo é vaiada, ou chora incontrolavelmente. Ninguém notou que ela mudou de estilo punk, para gótico, para dançarina, para londrina dos anos 60. Mandou Mike para faculdade, e nem obrigado recebeu. Nem sabem o nome dela: “Garota Chang”; “Tina Chupa Wang”; “Filme de terror asiático!” -Foi isso que perdeu em Glee.

Na verdade, eu diria: “Foi isso que Glee perdeu”. Todo esse tempo sempre que dava eu reclamava do não aproveitamento da Tina na série, ele sempre teve um voz doce, mas viu outros personagens desinteressantes ganharem cada vez mais espaço, inclusive com histórias repetitiva (alô, Kurt!). Dessa vez ela teve um certo destaque, e apesar de terem usado uma desculpa boba pra isso acontecer, o resultado valeu a pena.

A brilhante ideia da troca de personagens foi muito bem executada, deu pra perceber o esforço dos atores em repetir os jeitos de cada personagem que viviam, o destaque pra mim foi ver Puck vivendo o Blaine e a dobradinha Santana/Artie. Tina ficou por algumas horas no papel de Rachel, e depois de uma boa apresentação de “Because You Loved Me”, chegou à conclusão de que Rachel precisa daquele destaque naquele momento, o que levou a personagem a ajudar a noiva do Finn a lutar pelo seu sonho. Como disse em críticas anteriores, foi burrice da Rachel não ter um plano B, agora só lhe resta se agarrar à última gota de esperança de entrar na AADDI.

O segundo gree destaque do episódio pra mim foi Puck. Ninguém sequer lhe deu apoio pelo o que o garoto estava passeo, desconsidereo todas as indiretas que ele meava. E se em “Promo-asaurus” o destaque foi uma surpresa ao acaso, aqui tivemos a consolidação e um possível caminho para a conclusão desse plot. Juntá-lo à treinadora Bestie foi outra sacada (Big boys don’t cry!), e resultou em um ótimo (porém inimaginável pra mim) dueto, sem falar na boa conclusão que ambas as histórias tiveram.

 Com esse episódio Glee mostrou que basta um pouco de concisão pra a série passar de um episódio esquecível para um memorável, mesmo que seja um filler como esse. Souberam dar continuidade para as histórias iniciadas, tiveram boas músicas e ainda prepararam terreno para o final da temporada. Embora isso não seja suficiente pra compensar os episódios ruins dessa terceira temporada, pelo menos já é um começo.

  • Tivemos a volta de Carmen Tibideaux (Whoopi Goldberg) Yay!
  • Uma coisa me incomodou: lições morais mastigadas “Aquilo que você fez aquilo, mostrou que se importa com algo.”
  • Felizmente não fizeram da troca uma piada durante o episódio inteiro, não era algo que iria se sustentar por muito tempo.
  • Kurt e Blaine vestidos de Snooki e Mike de Jersey Shore no Halloween!

 Músicas do episódio:

  1. I Won’t Give Up de Jason Mraz. Cantada por Rachel.
  2. Because You Loved Me de Celine Dion. Cantada por Tina as Rachel.
  3. Maniac de Michael Sembello
  4. Always True to You in My Fashion from Kiss Me, Kate.
  5. Mean de Taylor Swift. Cantada por Puck e Shannon.
  6. Flashdance… What A Feeling de Irene Cara. Cantada por Tina e Rachel.

Leia mais sobre Glee.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s