Game of Thrones S02E02 – The Night Lands | Review

Game-of-Thrones-S02E02-tyrionDepois de assistir esse segundo episódio, dá para entender a estratégia dos roteiristas de Game of Thrones para a adaptação do material que tem em mãos: após uma estréia onde cada um teve a sua “cena de apresentação”, o foco agora será dividido a cada capítulo entre os inúmeros núcleos de personagens da história. Assim, se na semana passada o destaque era de Robb e Joffrey, neste The Night Lands eles nem dão as caras, deixando as atenções para Arya (que mal havia aparecido antes), a apresentação dos Greyjoy e, é claro, Tyrion.

Após uma primeira temporada onde chamou a atenção de toda a crítica, colecionando elogios e ganhando um Emmy, Peter Dinklage assume merecidamente o posto de protagonista, que antes cabia a Sean Bean e seu Ned Stark. E não é para menos, o ator encarna Tyrion com absurda eficiência, seu timing ao soltar as tiradas afiadas típicas do anão é simplesmente perfeito. A série sempre cresce quando Dinklage está em cena. E neste episódio acompanhamos o início da “amizade” entre seu personagem e o enigmático Varys, que tem potencial para render os melhores diálogos da temporada.

Game-of-Thrones-S02e02-jaqen

Enquanto isso, fora dos muros da cidade, Arya desenvolve uma ótima química com Gendry, o bastardo procurado pelos guardas da rainha. Mas o que realmente chama a atenção em seu núcleo é a curta aparição do intrigante Jaqen H’ghar. Dono de uma maneira bastante peculiar de falar e de uma forte presença, o personagem certamente será algo a se comentar este ano. Correndo por fora em participações menores, Daenerys tem uma breve e tocante cena sobre sua angústia no deserto enquanto Jon Snow volta a ser defrontado com seus típicos dilemas éticos. Aliás, cabe aqui uma observação: tanto nas aparições dos lobos Fantasma e Vento Cinzento quanto nos esperados dragões de Dany, os efeitos visuais da série estão simplesmente fantásticos.

Gastando um bom tempo com um núcleo que parece existir só como desculpa para se inserir cenas de sexo e nudez na série (ou alguém realmente se importa com o drama da prostituta de Mindinho?), o episódio ainda dedica espaço para enfim desenvolver para o público os novos personagens da temporada. Confesso que esperava uma presença mais majestosa de Asha, aqui renomeada Yara Greyjoy, mas a sequência dela enganando Theon foi impagável (muito mais por conta de Alfie Allen, que confere ao personagem um ar devidamente canastrão). E se Balon surge aterrorizante e decrépito como ele deve ser, outro que também está na medida certa é Sor Davos. Quanto à ligeira alteração na relação entre Stannis e Melisandre, há quem torça o nariz, mas acredito que não fira tanto assim a natureza dos personagens e nem se trata exatamente de uma infidelidade com os livros. Como disse nos comentários do último review, são nessas lacunas em off que reside a graça da série para quem lê a obra de George Martin. 

Game-of-Thrones-S02E02-greyjoy

Leia mais sobre Game of Thrones.
Anúncios

Um comentário

  1. Aqui começamos a ver que a série não vai seguir tão fiel nessa nova temporada… E os lobos que mal deram as caras na primeira temporada já tiveram cenas incriveis nessa nova. Promete!

    Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s