How I Met Your Mother S07E18 – Karma | Review

Depois do excelente episódio na semana passada, era muito difícil a série se superar tão rapidamente. Apesar disso, o episódio “Karma” foi satisfatório, não foi genial, mas cumpriu bem a missão de me entreter por 20 minutos com a gangue de How I Met Your Mother.

Em “No Pressure”, vimos que Robin se mudou do apartamento do Ted, nesse episódio ela decide passar um tempo com Marshall e Lily. Já sabemos que Robin odeia o subúrbio, logo o contraste deveria ter sido mais cômico do que foi. Faltou homogeneidade na hora de desenvolver a história, se por um lado foi engraçado ver Robin analisando as pessoas do subúrbio como “animais”, por outro, forçaram um pouco com piadas sem graça (a do cobertor azul, por exemplo). Mas, dessa história toda, foi bom ver que Marshall e Lily estavam deprimidos com a vida em Long Island (que aparentemente é referência à velocidade que o tempo passa).

Na semana retrasada conhecemos Quinn, uma mulher diferente de todas com quem Barney já se relacionou. E por mais que tenha gostado dela no episódio citado, aqui ela pareceu exagerada demais. Talvez porque tivemos mais tempo de “Karma” do que de fato “Quinn”, somente nos momentos finais do episódio na conversa na fila do café que ela me pareceu tão legal quanto em “The Drunk Train”. E quando falo em exagero me refiro a toda a situação criada. Já conhecemos o Barney a tempo suficiente para termos uma ideia do tipo de coisa que ele já inventou pra ficar com uma mulher, assim, pareceu meio inverossímil acreditar que ele cairia nas desculpas de Karma, mas ainda bem que resolveram isso logo em um episódio e não arrastaram tanto.

Enquanto isso, Ted decide ocupar o antigo quarto da Robin com hobbies. Aqui está outra situação que poderia ter rendido momentos mais engraçados, mas ver Ted dando uma de cozinheiro, ou imitando cenas do filme Ghost (além do “fantasma” da Robin) não me despertou interesse. Mas o bom foi que pelo menos conseguiram extrair algo de engraçado disso (a péssima habilidade do Ted em ser carpinteiro). Mas o melhor da história do Ted ficou pro final e evitou o desperdício do plot. Ao limpar o apartamento percebemos que nessa temporada Ted está de desfazendo de muitas coisas, e talvez isso indique que algo importante deva acontecer em breve, algo melhor, espero eu.

Não faço muita ideia de onde o Ted vá morar (talvez ele se mude para a casa que ele comprou há algumas temporadas atrás). Mas o que quer que aconteça determinará a evolução do personagem que aos poucos começa a abandonar coisas com as quais ele se sentia acomodado (primeiro a Robin, agora o apartamento). Esse é o tipo de coisa que ainda me manter ligado a How I Met Your Mother, a série sempre arruma um jeito de se reinventar.

Leia mais sobre How I Met Your Mother

Anúncios

2 comentários

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s