How I Met Your Mother S07E17 – No Pressure | Review

Rá! Tudo não passou de pegadinha do malandro por parte dos criadores e roteiristas do episódio Carter Bays e Craig Thomas. E embora a cena final do episódio anterior tenha servido de base para esse décimo sétimo episódio da sétima temporada de HIMYM, o episódio dessa semana em nada se pareceu com o da semana anterior: foi ágil, engraçado e importante para a série.

Mas primeiro vamos falar da parte engraçada do episódio. Em mais um “challenge accepted”, Barney decide procurar uma sex tape de Marshall e Lily na casa em Long Island. O plot por si só, não renderia e não rendeu, mas sábia foi a decisão de mudar o foco e apresentar a caixa de “apostas a longo prazo”. Eis a grande qualidade da série, em não esquecer o passado e sempre voltar para uma história já quase esquecida, e o melhor que essa lembrança não é feita apenas com “colagem de cenas” como é comum nas sitcons, mas há sempre uma cena nova, ou uma perspectiva diferente vista por outro personagem. Assim, ver que Marshall e Lily estavam há 10 anos fazendo apostas com a vida dos amigos me deu um pouco de nostalgia das temporadas anteriores.

Em relação à parte importante do episódio, temos o desenrolar do “Eu te amo” do Ted para a Robin. Como comentei na review anterior, a única possibilidade de uma possível volta entre eles seria para, enfim, desenvolver a trama anunciada por Victoria no início da temporada, o que de fato ocorreu. Para por um ponto final na relação amorosa do dois, era necessário que eles voltassem, nem que por pouco tempo (e ainda bem que o “pouco tempo” não se prolongou e acabou nesse episódio mesmo).

O episódio foi repleto de vulnerabilidade e sinceridade por parte dos personagens. O Ted do início da série ainda busca um amor pra passar o resto da vida, e era importante pra ele saber que a porta entre ele e Robin estava definitivamente fechada. Nesse ponto foi até inteligente afastar Robin do personagem por uma semana a fim de que ambos pudessem repensar a história que tiveram. E a sinceridade de Robin em dizer que não ama o Ted da forma como ele queria que ela o amasse convergiu em algo natural: a mudança de Robin do apartamento.

Honesta também me pareceu a conversa entre Ted e Barney. De fato Barney evoluiu bastante nesses sete anos de How I Met Your Mother, o que para muitos representou a decadência da série. Pra mim representou justamente o contrário. Seria repetitivo demais se o personagem, ainda hoje, agisse como agia na primeira temporada. E digo novamente, nada me tira da cabeça que Robin é a noiva do Barney, principalmente após esse episódio, embora ambos neguem, não há como esconder que a química entre eles está ali.

Como se não bastasse tudo de bom que tivemos no episódio, ainda fomos agraciados com imagens da “mãe” e do momento em que Ted diz “Eu te amo” pela primeira vez. É bom ver a série voltando aos trilhos, mesmo que aos poucos. E embora a cena final com o diversos guarda-chuvas amarelos dê a entender que Ted ainda tem muitas possibilidades mundo afora, não dá pra negar que estamos cada vez mais perto do fim.

PS – Quem reparou Barney dançando “Single Ladies” no carro com Lily e Marshall?
PS 2 – Quem reparou a figuração especial de Conan O’Brien no bar?
PS 3 – Foi engraçado ver Robin gritando com a Patrice novamente. Isso tinha acontecido anteriormente em The Stinson Missile Crisis.
PS 4 – Tem muita gente achando que a relação entre Ted e Robin ainda ficou em aberto pelo fato de Marshall não ter pago a aposta a Lily. Mas acredito que isso deva mudar no momento em que ele ver que a Robin ficará de vez com Barney.
PS 5 – A música que toca no final do episódio é “Shake It Out” do novo álbum “Cerimonials”da banda Florence and the Machine.

Leia mais sobre How I Met Your Mother

Anúncios

Um comentário

  1. Belo review, é a primeira vez que venho aqui e concordo com quase tudo que você falou, exceto por achar que a Robin deva terminar a serie com o Barney, seria ótimo ver mas tenho quase certeza que os dois não terminam juntos, porque naquele episódio que ele termina com a Nora, o Ted narra algo assim: “ha segundos que duram a vida toda, e o segundo que nunca acabou para o seu tio Barney foi esse” ( com a robin dizendo não pra ele) e ainda reforçou minha ideia hoje com a atitude do Barney de que realmente não sentia mais nada por ela, ele com certeza voltará a sentir algo por ela, mas não deve ser ela que ele vai casar.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s