Fringe S04E01 – Neither Here Nor There | Review

Depois de um longo hiato após o intrigante fim da terceira temporada, Fringe finalmente está de volta num episódio que tem a responsabilidade de nos apresentar a toda uma nova linha de realidade, aonde Peter Bishop simplesmente não existe mais. Não à toa, a abertura assume nova cor, agora com tom amarelado.

fringe_amarelo

Se formos analisar esta season premiere apenas pela história que ela apresenta não iremos ver nada além do que mais um típico episódio da série. Na verdade, nem mesmo o próprio roteiro chega a elaborar muito a investigação e solução do seu “case of the week”, sendo este unicamente responsável por inserir o agente Lee na divisão Fringe (esqueçam a pequena participação dele na temporada passada, aquilo foi “antes das coisas terem mudado”) e apresentar um outro tipo de shapeshifter, prenunciando talvez um novo inimigo desconhecido (?) agora que os dois mundos estão “assessorando” um ao outro, mas não sem existir tensões de ambos os lados (será mesmo que estão em paz?).Olivia

O verdadeiro foco está mesmo nos detalhes deste novo cenário, que instiga o espectador a perguntar: “Ok, Peter nunca esteve aí. Então como é que a história toda aconteceu?”. Sim, porque inegavelmente Peter era a causa e o centro de toda a trama e esta nova realidade aqui apresentada não se distancia muito do que havia antes. Existem apenas pequenas diferenças dramáticas, como Olivia assumir um caráter mais solitário e Walter estar mais perturbado (ele agora não sai mais de dentro de seu laboratório, o que nos permite ver Astrid em trabalho de campo), mas narrativamente a história parece ter se encaminhado de maneira similar, apesar de ninguém ter dito uma palavra sequer sobre a Massive Dinamics, mas acredito ser cedo demais para dizer que ela não está mais ali também.

Analisando sob este aspecto, a decisão de colocar o agente Lee como um novo elemento na equipe se revela ideal, uma vez que este assume o papel de fazer as perguntas que o espectador quer e abre o precedente para os personagens esclarecerem como foi que o passado desta nova realidade aconteceu (ao que parece, os dois Peters morreram crianças lá atrás). Mas está claro também que esta dúvida narrativa será apenas momentânea, não bastando mais que dois ou três episódios para fechar essa pendência.lincoln-leel

E é por isso que o episódio investe também naquilo que realmente promete ser o motor da quarta temporada: a volta de Peter Bishop à existência. Incluindo aqui e ali flashes em segundo plano onde a silhueta do nosso querido personagem momentaneamente aparece, lembrando “Clube da Luta” de David Fincher (quem piscar não conseguirá ver), o episódio revela que ele não foi completamente apagado da realidade, o que causa uma grande inquietação nos enigmáticos Observadores. E se é uma sacada genial fazer Walter ter visões de seu filho adulto, sendo isto imediatamente encarado pelos personagens como uma de suas habituais loucuras, igualmente bem vindo é perceber uma surpreendente humanidade nas atitudes do nosso estranho careca sem sobrancelhas.

Mesmo sendo um grande fã da série acredito que a eminente ameaça de cancelamento acabou fazendo um bem enorme para a temporada passada, pois obrigou os roteiristas a efetivamente andar com a história ao invés de investirem nos insuportáveis fillers que tornaram a série tão irregular no passado. Mantendo a mesma filosofia, torço para que nesta que parece ser a última e derradeira temporada de Fringe o ritmo da narrativa não se altere. Potencial existe, e este parece ser o caminho ideal.cade-peter

Glyph Code:

s04e01

Leia mais sobre Fringe

 

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s