A Terra-Média de J. R. R. Tolkien

TolkienlogoNão existe um só fã sério de literatura fantástica que nunca tenha sequer ouvido falar em John Ronald Reuel Tolkien. Responsável por praticamente inaugurar a fase moderna desse estilo, foi um dos escritores mais influentes do século XX. Sua obra teve impacto em diversas mídias diferentes, desde cinema até música, passando também por quadrinhos e games, entre outros. Pode-se dizer que toda essa ambientação medieval/fantástica (estilo RPG “Dungeons and Dragons”), hoje clássica nesse tipo de obra, provém principalmente do legado que Tolkien deixou.

ProfessorTolkien - Professor Tolkien com seu cachimboProfessor universitário e exímio filólogo (além de grande fã de mitologias e contos antigos), Tolkien encarava a concepção de seu mundo imaginário com uma seriedade acadêmica. Para ele, era necessário não apenas ter um mundo onde fosse possível serem praticados os idiomas que criava (dos quais se destacam as línguas élficas: o Quenya e o Síndarin), mas também preencher esse mundo com histórias e lendas de forma a dar peso e substância a essas línguas. Para Tolkien, um idioma sem nenhum folclore para embasá-lo é algo vazio, e mais morto do que aqueles que caíram em desuso.

Foi com essa idéia que Tolkien começou a desenhar todo um mundo fictício, semelhante à Terra, onde os humanos interagem com outras raças como elfos, anões, hobbits, orcs, dragões etc. Tal mundo, chamado Arda, possui uma mitologia própria cuidadosamente elaborada pelo autor, tendo se inspirado principalmente na cultura nórdica e grega, além de antigas lendas folclóricas européias. Uma região em particular de Arda recebe atenção especial por ser cenário da maior parte das histórias, um continente peninsular (semelhante à Europa) denominado Terra-Média.

Terra-Media-1024x768

Abaixo seguem breves análises dos principais livros de Tolkien relacionados à sua Terra-Média:

.

O Hobbit:

hobbit_capa-225x300Em 1928 Tolkien examinava documentos de alunos que queriam ingressar na Universidade quando notou que um deles havia deixado uma página em branco (“possivelmente a melhor coisa que pode ocorrer a um examinador” diria posteriormente). Sem mais nem menos escreveu nela a seguinte frase: “Em um buraco no chão vivia um hobbit”. Assim nasceria O Hobbit, seu primeiro romance de sucesso. O livro conta a história de Bilbo Baggins, um pacato hobbit que, por intermédio do mago Gandalf, se vê envolvido numa expedição junto com 13 anões para resgatar um tesouro do dragão Smaug na Montanha Solitária.

Bilbocartoon-285x300O livro claramente foi concebido voltado para o público infanto-juvenil, tendo um tom fabulesco do início ao fim. A impressão que dá é que estamos lendo um conto de fadas na Terra-Média. A leitura progride num ritmo leve, totalmente despretencioso, e o humor cai como uma luva dentro da narrativa, investindo principalmente na transformação de Bilbo da persona pacata do típico hobbit, acomodado em seu canto e totalmente avesso à confusões, em um verdadeiro aventureiro, que não teme enfrentar o desconhecido. Apenas no clímax, onde a história nos surpreende por fugir do caminho óbvio, é que há uma ligeira mudança de tom e a narrativa assume um caráter mais sério. Era um prenúncio para o que viria a seguir.

Uma adaptação em três filmes foi realizada para os cinemas, com direção de Peter Jackson.

hobbit_filme

.

O Senhor dos Anéis:

sda_capaDevido ao sucesso de O Hobbit existiu um grande apelo do público por ter mais histórias com aquelas carismáticas criaturas. Desta maneira Tolkien passou a se dedicar a uma continuação da história. A chave foi elaborar um pano de fundo envolvendo o anel mágico que em certa passagem de O Hobbit Bilbo acaba obtendo. Este anel seria um poderoso artefato pertencente a Sauron, o Senhor do Escuro, e cabe a Frodo Baggins, sobrinho de Bilbo, levá-lo até as terras de Mordor para destrui-lo.
A esta altura Tolkien já tinha escrito boa parte do chamado “Livro dos Contos Perdidos”, que mais tarde se tornaria O Silmarillion. O interessante é que ele só teve a idéia de incluir as aventuras de “O Hobbit” naquele mundo quando começou a escrever O Senhor dos Anéis. A continuação se tornaria o maior sucesso de Tolkien e alavancaria uma legião imensa de fãs.

Em O Senhor dos Anéis as coisas aumentam bastante de proporção. A começar pela história: se em O Hobbit tudo o que estava em jogo era apenas recuperar um tesouro, aqui os fatos mostrados são determinantes para a história de toda a Terra-Média. Uma característica marcante no livro são as carregadas descrições, fruto da preocupação de Tolkien em ambientar o leitor em seu mundo e levá-lo a viajar pela Terra-Média junto com seus personagens.
Essa mudança de tom em relação a O Hobbit encontra uma interessante explicação dentro da própria história. Em tese, O Hobbit seria uma tradução do livro escrito por Bilbo relatando sua aventura e O Senhor dos Anéis, por sua vez, o de Frodo.

Entre 2001 e 2003 foi lançada nos cinemas a aclamada adaptação dos livros, dirigida por Peter Jackson e ganhadora de 17 oscars.

sda_filme

.

O Silmarillion

silma_capaDurante a Primeira Guerra Mundial, quando Tolkien serviu no exército inglês acabou contraindo a chamada febre das trincheiras. Foi hospitalizado numa cama que o escritor começou a esboçar os primeiros traços da enorme obra que acabaria trabalhando durante toda a sua vida, não conseguindo finalizar seu trabalho. Após a sua morte em 1973, coube a seu filho, Christopher, reunir suas anotações e registros, compilar e editar tudo num livro só. Em 1977 era lançado postumamente O Silmarillion, livro que conta principalmente a história da Primeira Era de Arda, bem anteriores aos fatos narrados em O Hobbit e O Senhor dos Anéis.

O livro guarda certa semelhança em sua estrutura narrativa com o Antigo Testamento, não se focando apenas em um personagem ou em uma história em específico, mas sendo na verdade uma coletânea de diversas histórias que se ligam formando um imenso panorama geral narrativo. Esse é o grande charme do livro, que funciona como um mega resumo de toda a história da Terra-Média. É a obra mais importante de Tolkien, embora não seja a mais conhecida.

silma_fingolfin - O Rei Élfico Fingolfin luta contra o Senhor do Escuro Morgoth

.

Contos Inacabados

 

contos_capaOutra compilação de notas de Tolkien feita por seu filho Christopher depois de sua morte, este Contos Inacabados serve para matar algumas curiosidades dos fãs que procuravam por mais informações acerca da história da Terra-Média. O livro não conta nenhuma história fechada, funcionando mais como um grande extra para quem já está familiarizado com o mundo tolkieniano. Diferente de O Silmarillion, onde Christopher teve que intervir para dar mais homogeneidade à narrativa, aqui ele se preocupa em manter o tom original dos escritos do pai, acrescentando suas próprias observações em notas de rodapé quando necessário.

.

Os Filhos de Húrin

?????????????????Livro mais recente lançado por Christopher Tolkien a partir das anotações deixadas pelo pai, este Os Filhos de Húrin narra a trágica história de Túrin Turambar e sua irmã Nienor Níniel, ambos filhos do bravo Húrin que se tornam vítimas de uma terrível maldição de Morgoth, o primeiro Senhor do Escuro.
Este é o trabalho mais uniforme feito pela edição de Christopher, não é uma narrativa muito complexa, apesar de ser bom já ter lido O Silmarillion para entender o contexto da história. Por outro lado, já conhecer a história de Túrin pode tirar um pouco da graça do livro.

.

Outras Obras
Existem outros livros de Tolkien sobre a Terra-Média, As Aventuras de Tom Bombadil é uma coletânea de poesias escritas baseadas em cultura hobbit. A série The History of Middle Earth (A História da Terra-Média, inédito no Brasil) é uma grande coletânea de 12 volumes onde Christopher entrega as anotações do seu pai na íntegra. Existe ainda um raríssimo livro chamado The Black Book of Arda (O Livro Negro de Arda, também inédito no Brasil) que foi escrito por uma fã que conta a história do Silmarillion sob a perspectiva do Senhor do Escuro.

home_capa

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s